Romário vai anunciar pré-candidatura ao governo do Rio

Agora é para valer! O senador Romário (Podemos, ex-PSB) anunciou sua pretensão de disputar o governo do Estado do Rio esse no ano. A declaração foi confirmada nesta quarta-feira (07) pelo ex-jogador que vai reunir aliados e correligionários no próximo dia 17 no Clube Municipal na Tijuca para comunicar a decisão.

Além de Romário, o Podemos também deve lançar a candidatura do senador Álvaro Dias à Presidência da República. A chegada dos dois senadores à legenda recém-criada foi um dos motivos pelo qual o Podemos anunciou, em maio, o desembarque da base aliada do governo Michel Temer no Congresso.

Hoje, às 14h, o PDT fará o “pré-lançamento da candidatura” do ex-governador do Ceará Ciro Gomes, segundo explica o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, em convite feito através do seu Facebook. O evento será em Brasília, na sede do partido. No vídeo, Lupi destaca a “competência” e a “vida limpa” de Ciro Gomes.

“Ouvimos nossa base, discutimos o futuro do país e chegou a hora de mostrar nossa cara para as eleições de 2018. Vamos disputar cargos majoritários em quase todos os estados e confirmaremos o nome de Ciro para nos representar na corrida ao Palácio do Planalto”, afirmou Lupi.
O presidente do PDT informou que tem conversando com as demais forças progressistas do país e que, em breve, um cenário mais concreto será validado. Já Ciro trabalha pela construção de uma frente de esquerda, unindo o PDT, PT, PC do B e o PSOL, com um único programa de governo em torno de um candidato. No próximo dia 15, às 9h, haverá o evento ‘Unidade para reconstruir o Brasil”, com participação de representantes das legendas. A reunião será em Salvador (BA), durante o Fórum Social Mundial.

Segundo o ex-ministro Brizola Neto, que está em Brasília participando do lançamento da candidatura de Ciro, chegou a hora e a vez do campo popular se organizar. “Devido ao caos que se encontra a política do Rio, iniciamos conversas com o senador Romário, o ex-governador Anthony Garotinho e a deputada Martha Rocha para enfrentar a direita e os conservadores que estão se aglutinando”, afirmou.

Na ocasião, Brizola Neto negou que esteja de saída do PDT. “Não penso nisso. Não vou arriscar a credibilidade conquistada pelo meu avô. Os pedetistas devem se desvincular de uma vez do PMDB para ampliarmos as nossas alianças”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 6 =