Rodrigo Neves abre ano legislativo na Câmara e faz balanço de sua gestão

O prefeito Rodrigo Neves participou ontem da abertura dos trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Niterói e, como já é tradição, apresentou um balanço das realizações do Executivo Municipal e projeções para o futuro. Este ano, no entanto, por ser o último de sua administração, Rodrigo Neves incluiu em seu discurso avanços conquistados nos dois períodos em que esteve no comando da prefeitura.

“A leitura desta mensagem executiva reveste-se de aspecto especial, pois trata-se também do último ano de dois ciclos de mandato soberano e legitimamente confiado a mim pela população de Niterói, para chefiar o Executivo e liderar o governo da nossa cidade. Um período de muito trabalho e dedicação, de profundas transformações no modelo de gestão da prefeitura, com forte e inquestionável repercussão positiva na vida de milhares de niteroienses em todos os bairros e regiões do nosso território”, disse o prefeito.

Com o plenário lotado, Rodrigo Neves lembrou que a primeira mensagem executiva lida por ele, em 2013, já apresentava a clareza do contexto dramático que a administração municipal atravessava, com uma crise sem precedentes que perdurava desde a tragédia de 2010.

“Àquela época, o fechamento da emergência pediátrica do Getulinho e a paralisação por quase dois anos das obras do mergulhão da Marques do Paraná eram apenas a ponta de um gigantesco iceberg de dívidas e problemas administrativos que pareciam insolúveis”, ressaltou Rodrigo.

O prefeito disse que foi preciso aproximar a administração pública municipal da sociedade niteroiense e compartilhar com ela uma nova visão de futuro para Niterói. Para isso foi lançado o Plano Niterói que Queremos. O primeiro plano estratégico da história da cidade, com diretrizes e ações de curto, médio e longo prazos, por pelo menos 20 anos.

Avanços nas áreas de educação, saúde, segurança, transportes, administração pública, mobilidade, transparência e infraestrutura foram os destaques na apresentação do prefeito, que ressaltou também o uso responsável e a poupança de recursos dos royalties do petróleo para uso das futuras administrações.

Dentre as medidas positivas de seu governo, Neves lembrou da poupança que deixará para o seu sucessor, serão, segundo ele, R$ 300 milhões em caixa para o novo nome a frente da Prefeitura.

“Espero que seja mantida e aumentada (pelo meu sucessor) para proteger a cidade frente as crises. Eu asseguro que nesse ano, nós teremos o melhor ano dos dois mandados a frente da prefeitura de Niterói. reforçando nosso compromisso com a sociedade”.

Infraestrutura e mobilidade urbana

Em seu discurso Rodrigo Neves aproveitou para falar que o volume das chuvas que caíram na semana passada foi quatro vezes maior do que na tragédia do Bumba.

“Não tivemos nenhuma ocorrência grave com morte. Estamos investindo no preventivo com obras de macrodrenagem. Após a Região Oceânica iremos atualizar os projetos que já existem, como no Barreto e em Icaraí, neste último serão investidos R$ 300 milhões”, afirmou.

Para a mobilidade urbana ele aproveitou para apontar os projetos que pretende tirar do papel em 2020:

“Teremos a ampliação da Avenida Marquês do Paraná, reversível da Rua Benjamin Constant, ampliação da Rua Paulo Alves. Além disso iremos Revitalizar da Alameda São Boaventura”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − treze =