Rodoviários de Niterói exigem volta da vacinação contra a Covid-19

Um ofício foi enviado ao prefeito de Niterói, Axel Grael, pelo Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac), solicitando que os rodoviários voltem a ser vacinados na cidade, conforme previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 do Governo Federal.

Na cidade foram apenas cinco dias de vacinação até ela ser interrompida no dia 8 de maio de acordo com a determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que indicou a prerrogativa de vacinação para as pessoas com comorbidades, de acordo com a prioridade estabelecida no Plano Nacional de Vacinação.

Niterói anunciou que outras categorias profissionais vão receber a vacina nos próximos dias, embora elas estejam marcadas para a imunização em uma etapa posterior a dos rodoviários.

“Acreditamos que mais de 50% ainda não foram vacinados, pelo grande número de jovens rodoviários em atividade. Contudo, os índices de mortes pela Covid-19 entre a população com menos de 50 anos e estudos que apontam que os rodoviários só ficam atrás do pessoal da Saúde em relação ao risco de contaminação pela doença, demonstram que a categoria é extremamente frágil diante da pandemia. Nossa luta é pela vacina para todos, mas, de março do ano passado até agora, pelo que tomamos conhecimento, 64 rodoviários morreram em consequência da Covid-19 nos 13 municípios de nossa base. É um impacto grande na categoria”, afirma o presidente do Sintronac, Rubens dos Santos Oliveira.

Pelo menos três municípios da base do Sintronac já vacinaram os rodoviários que atuam em seu território: Araruama, Tanguá e Maricá – neste último a imunização vai até esta quarta-feira (23/06). Cabo Frio e Itaboraí deverão definir nos próximos dias suas datas para imunização da categoria.

Em niterói a vacinação dos rodoviários na cidade deveria atingir 3.443 profissionais das linhas de ônibus, que têm base em Niterói, segundo informado pelo sindicato das empresas (Setrerj). Mas não há dados disponíveis sobre quantos receberam os imunizantes nos cinco dias em que a vacina esteve disponível para a categoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.