Rio Imagem II pode ter obras retomadas

O secretário de saúde do Governo do Estado do Rio, Dr. Alexandre Chieppe, confirmou que a pasta está empenhada para a retomada das obras do Centro de Diagnóstico Rio Imagem II, que estão há anos paradas, no Centro de Niterói. Além disso, ele descartou a possibilidade do uso do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (Iaserj) para outros fins que não seja o atendimento ambulatorial.

“Na verdade, o Iaserj não tem nenhuma condição do ponto de vista estrutural para se uma unidade hospitalar ali. Hoje ele funciona como ambulatório, que é o que é possível. Existem outros equipamentos que estão previstos para a cidade”, contou Chieppe. O prédio do Iaserj, na Rua Saldanha Marinho, no Centro de Niterói, tem cinco andares, mas apenas o térreo funciona para atendimento ambulatorial de oito especialidades clínicas. O ‘abandono’, ou a inutilização de seu espaço como um todo, acontece há anos.

O secretário falou ainda sobre outros equipamentos, como, por exemplo, o Centro de Diagnóstico Rio Imagem II ou III. “Estamos finalizando agora a parte de desapropriação dele, para fazer os pagamentos e retomar as obras”, garantiu o secretário.

O Rio Imagem II seria onde funcionava o antigo Hospital Santa Mônica, na Avenida Marquês do Paraná. A promessa, já antiga, era de que o espaço fosse transformado em um centro de referência em imagem. Com cerca de 5 mil metros quadrados, o projeto para o local prevê cinco pavimentos, três salas de raio-X, duas de ressonância, duas de tomografia, cinco salas de ultrassonografia, duas de tomografia, cinco salas de ultrassonografia, quatro de eletrocardiograma e duas de mamografia. As instalações devem contar com equipamentos de última geração, oferecendo à população exames gratuitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.