Rio de Janeiro termina o ano com 43 mil armas de fogo a menos

Durante o ano de 2017, mais de 43 mil armas de fogo e 358 mil munições foram destruídas no estado do Rio de Janeiro. Apenas nesta quarta-feira (20), o Exército Brasileiro e o Conselho Nacional de Justiça eliminaram 2 mil armas.

Os itens, que estavam nos fóruns de justiça do estado, foram apreendidos por agentes de segurança ou recolhidos durante a campanha do desarmamento.

Com a ação desta quarta-feira, o Exército destruiu todo armamento disponível para este fim. Em sua maioria, as armas são provenientes de atividades criminosas.

A ação faz parte de um acordo, assinado no último mês de novembro e com validade de um ano, entre o Exército e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para agilizar a destruição de armas de fogo apreendidas.

A cooperação não envolve transferência de recursos financeiros. Caberá às partes os custos das medidas que forem adotadas durante sua execução.

No acordo, o CNJ estabelece parcerias com tribunais de todo o País, que enviam ao Exército armas de fogo e munições apreendidas para destruição ou doação. O Exército, por sua vez, indica unidades responsáveis pelo recebimento e adota medidas para acelerar os procedimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 6 =