Rio Bonito vai enviar 10 respiradores com defeitos para troca

Um total de 10 respiradores que tinham acabado de chegar ao Hospital Regional Darcy Vargas (HRDV) seguem para troca em Madureira, no Rio de Janeiro, onde fica a sede da empresa Duplo X Comércio e Serviços, com nome fantasia de Mercadão das Embalagens. A coleta e o encaminhamento dos aparelhos é resultado da iniciativa do prefeito José Luiz Mandiocão (Progressistas), de alguns vereadores, parte da equipe da Secretaria municipal de Saúde e de representantes da empresa que vendeu os aparelhos.

A reunião na Prefeitura foi feita em sistema presencial, onde a empresa se comprometeu a trocar os respiradores em 48 horas.

“Queremos de imediato solucionar a questão de um possível problema no modelo dos respiradores”, disse o prefeito José Luiz Mandiocão.

Segundo ele, cinco respiradores serão trocados por um modelo similar e os outros cinco serão trocados o mais breve possível.

O fisioterapeuta respiratório do HRDV, Jesus Vander Clevelares, que acompanhou o recebimento e os testes nos equipamentos assim que chegaram, na sexta-feira (15), explicou que ao contrário do que foi dito, os respiradores entregues “servem sim” para o tratamento de pacientes com coronavírus. Mas, ponderou que novos fisioterapeutas poderiam ter dificuldade em usar o modelo, já que este é diferente dos usados na unidade.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os respiradores adquiridos foram vendidos com garantia de um ano.

“A empresa que ganhou a licitação tem experiência no ramo de produtos hospitalares e fornece equipamentos para hospitais de diversas cidades, como por exemplo, para o Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, em Maricá”, informou.

Após o descontentamento da diretoria do Hospital Regional Darcy Vargas com os modelos entregues, a empresa que vendeu os respiradores levou os produtos e atestou que os mesmos funcionavam perfeitamente. Com relação aos monitores, que compõem os equipamentos, a Secretaria de Saúde informou que a empresa já testou os produtos e enviará novamente em até 48 horas.

Também presente na reunião, o médico intensivista do Hospital Regional Darcy Vargas, Edmar Lopes, sugeriu a troca do modelo entregue por um modelo similar, que já é usado na unidade. O representante da empresa que vendeu os respiradores ressaltou que o modelo enviado ao hospital é usado em diversas unidades de saúde da região, mas aceitou fazer a troca pelo modelo similar sugerido. Dessa forma, ficou acordado que cinco respiradores serão trocados em até 48h, e o restante será trocado o quanto antes.

Já sobre as camas que foram levadas ao hospital, elas retornarão à Prefeitura e serão avaliadas pela Secretaria de Saúde. O Hospital abriu mão das camas entregues pela Prefeitura porque já possuem os itens na unidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 11 =