Rio Bonito vacina 200 caminhoneiros em posto da PRF na BR-101

O Programa de Imunização da Prefeitura de Rio Bonito, em uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal e a Autopista Fluminense, já vacinou 200 caminhoneiros que passavam pelo posto da PRF na BR-101, na altura de Basílio, em apenas um dia na semana passada. A ação é uma das estratégias criadas pelo setor, para imunizar essa categoria que foi incluída, excepcionalmente esse ano, na Campanha de Vacinação Contra a Gripe.

Hoje, a equipe de imunização fará uma nova ação no mesmo local e os caminhoneiros que moram na cidade, podem procurar as unidades de saúde do município munidos da Carteira Nacional de Habilitação com as categorias C, D e E para serem vacinados.

Segundo a Prefeitura, com a sinalização feita pela equipe da Autopista Fluminense, os policiais rodoviários federais vão voltar a parar os motoristas e a perguntar se eles já têm ou se gostariam de se vacinar.

“Duzentas doses foram aplicadas em caminhoneiros que passavam pela estrada, de diversas partes do país na última quinta-feira (21)”, informou no texto.

A Prefeitura destacou que diferente dos demais grupos, motoristas de ônibus e caminhoneiros foram incluídos na campanha porque circulam por diversas cidades e Estados, e pelo mesmo motivo, podem ser vacinados em qualquer cidade do país, independente de onde moram.

Ação aprovada — Os caminhoneiros que pararam e foram vacinados, aprovaram a inciativa. Com mais de 25 anos de profissão, o caminhoneiro Amauri Vicente, morador de Londrina, no Paraná, agradeceu pela ação.

“Isso é extremamente importante não só para proteger a gente, mas também quem lida com a gente. Se não fosse essa iniciativa, nem sei quando eu ia me vacinar”, disse ele.

Outro profissional das estradas que também se imunizou foi Jailson Melo, morador do Rio de Janeiro.

“Acho válido essa ação porque é a nossa saúde que está em jogo. Muitas vezes, não temos como parar para cuidar da nossa saúde, e fazendo assim, na estrada, não demora e a gente fica protegido”, analisou.

Vindo de Macaé e voltando para casa, no Pará, o caminhoneiro Charles da Silva, disse que ações como essa, são muito importantes para os caminhoneiros.

“Tenho certeza que não conseguiria me vacinar se não fosse essa iniciativa aqui”, concluiu o caminhoneiro.

A equipe do Programa de Imunização também esteve no pedágio da BR-101, na altura do bairro Sambê, onde vacinou mais de 30 funcionários da Autopista Fluminense que estavam nos grupos previstos na campanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 14 =