Rio Bonito decreta Situação de Emergência nas áreas atingidas pelas chuvas

Prefeitura de Rio Bonito declarou, na noite desta terça-feira (03) situação de emergência em função das fortes chuvas e das áreas afetadas na zona rural. “Declaro Situação de Emergência nas áreas do Município: Basílio, Parque das Acácias, Cambucás, Praça Cruzeiro, Mangueirinha, Centro, Bela Vista, Bosque Clube, Lavras, Caixa D’água, Monteiro Lobato, Marajó, Viçosa, Rio Seco, Jardim da Mata, Tomascar, Pinga Pinga, Prainha, Boa Esperança, Rio do Ouro, Rio Vermelho, Mangueira, Jacuba, Boqueirão, Nova Cidade, Catimbau e Lagoa Verde, discriminadas no Formulário de Informações do Desastre – FIDE, afetadas por Chuvas Intensas”, disse no decreto. Ao todo, mais de 614 famílias foram desalojadas pela catástrofe.

Nesta terça, a Defesa Civil Municipal percorreu os bairros mais atingidos pelas chuvas para verificar a estrutura das casas que foram invadidas pela água e a situação dos acessos para essas comunidades. Para quem perdeu documentos no muninicípio poderá solicitar a segunda via da carteira de identidade e/ ou da carteira de habilitação gratuitamente no sábado (14), quando uma série de ações sociais serão realizada pelo Detran.RJ.

Durante todo o dia de ontem as equipes de todas as secretarias municipais e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) estavam mobilizadas para atender a população atingida, com o monitoramento das áreas de risco e minimizar os efeitos das chuvas, que vem assolando a cidade desde o sábado.

Segundo o coordenador Municipal da Defesa Civil, Andeci da Cruz Mendonça, 21 pessoas continuam desabrigadas na cidade. Os locais que mais vem sofrendo com os alagamentos são o Centro, Praça Cruzeiro, Bela Vista, Loteamento Shuller e Cambucais, além da Praça da Bandeira e Avenida Manoel Duarte.

Onze pontos da cidade estão sendo monitorados pela Defesa Civil, pois correm o risco de desabamento. Essas áreas ficam nos bairros Bosque Clube, Basílio, Centro, Cidade Nova e Praça Cruzeiro. Até o momento, aconteceram 47 deslizamentos de terra.

O bairros atingidos foram Bosque Clube, centro, cx d’água, Parque da Luz, Lavras, Rio dos Índios,Cidade Nova, Green Valey, Pça Cruzeiro, Shuller, Morada do Sol, Bela Vista, Rio Vermelho, Queijeira, BNH e Rio do Ouro. A coordenadoria de Defesa Civil Municipal reitera que, em caso de tempestades, vendavais e granizo, que ainda podem ocorrer, envia um alerta via SMS para os moradores. O serviço foi implantado em novembro de 2019 e informa a população dos alertas de risco enviado pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Escolas Fechadas: Nesta quarta-feira (04), algumas escolas municipais não irão funcionar. As aulas foram suspensas por conta das fortes chuvas que vem atingindo a cidade, onde muitas famílias perderam seus pertences, algumas estão desalojadas e muitos alunos não irão conseguir chegar no colégio. Além disso, muitas escolas foram invadidas pelas águas das chuvas, principalmente as escolas que ficam em áreas de difícil acesso.

São elas: E. M. Oscar Moreira (Lagoa Verde), Creche Professora Dulcinéa Valadares (Bairro Olaria), E. M. Posse (Posse), E.M. Maria Tereza Chehab (Nova Cidade), Creche Nova Cidade (Nova Cidade), E.M. Duque de Caxias (Rio Seco), E.M. Castro Alves (Catimbau), E. M. Mata (Mata), E.M. Professora Annita de Souza Moraes (Prainha), E.M Munir Abdalla (Prainha), E. M. Castelo Branco (Jacunda), E. M. Fazenda das Cachoeiras (Braçanã), E. M. Governador Roberto Silveira (Vertente) e Doir Avelino ( Sambê).

ATENDIMENTOS

Uma série de ações sociais será realizada pelo Detran.RJ a partir do próximo sábado, dia 07, para atender as vítimas das chuvas na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Os atendimentos serão realizados nos três primeiros finais de semana do mês de março, em áreas muito afetadas pelas chuvas.

“Consciente de nossa responsabilidade, vamos isentar do pagamento da taxa de segunda via todas as pessoas e famílias vítimas das chuvas.”, enfatizou Antonio Carlos dos Santos, presidente do Detran.RJ.

Além de Rio Bonito, as ações serão realizadas em Realengo, Bangu, Jardim Maravilha, Paciência, Deodoro e Curicica, na cidade do Rio, e nos municípios Mesquita,Queimados, Nova Iguaçu, Mangaratiba e Sepetiba. No sábado, 07, as equipes do departamento estarão em Realengo e Bangu, nos endereços abaixo. Os demais locais serão definidos e divulgados ao longo da semana. O atendimento será das 9h às 15h, com distribuição de senhas. Para emissão da carteira de identidade, o usuário deve levar a certidão de nascimento ou de casamento.

O calendário completo das ações é o seguinte: 07/3 – Realengo – R. Biguaçu, 155, Barata ( Igreja Batista Monte da Fé); Bangu – Est. dos Viegas, 84 (Centro Social); 08/3 – Jardim Maravilha/ Paciência; 14/3 – Mesquita/ Rio Bonito; 15/3 – Queimados/ Nova Iguaçu; 21/3 – Deodoro/ Mangaratiba e domingo (22), em Sepetiba e Curicica.

RJ tem cerca de 5 mil pessoas fora de casa após temporais

Chega a cinco o número de mortos por conta dos alagamentos causados pelo temporal que atingiu o estado neste fim de semana. De acordo com a Defesa Civil estadual, na manhã de ontem havia cerca de cinco mil desabrigados/desalojados em todo o Rio de Janeiro em decorrência das chuvas.

Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos da capital, até o momento 200 famílias foram atendidas, sendo: 103 desalojadas, 11 desabrigadas e 86 permanecem em domicílio, totalizando 739 pessoas assistidas no município do Rio.

O governador Wilson Witzel (PSC) anunciou, ontem, que o Governo do Estado do Rio de Janeiro vai liberar recursos para a recuperação das estradas e pontes fluminenses que foram danificadas pelas fortes chuvas do último fim de semana. “Serão destinados cerca de R$ 120 milhões para as obras emergenciais, que ficarão a cargo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ). Levantamento preliminar apontou que seriam, pelo menos, 20 pontos que sofreram algum dano em todo o território fluminense”, disse o governador.

CARTÃO RECOMEÇAR

Outra medida anunciada por Witzel foi a ampliação do Cartão Recomeçar para os moradores das cidades mais atingidas pelas últimas chuvas. O auxílio financeiro é para a compra de materiais de construção e eletrodomésticos da linha branca e têm os valores de R$ 5 mil para as famílias desabrigadas e R$ 2 mil para as desalojadas. O cadastramento será feito diretamente nas secretarias municipais de Assistência Social de cada cidade que decretou situação de emergência, com a supervisão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Os recursos virão do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social (FEHIS).

Além do benefício do cartão, os desabrigados podem ingressar no Aluguel Social, programa estadual que prevê ajuda financeira a famílias que perdem suas casas durante tragédias naturais. O cadastramento das famílias vem sendo feito diretamente pelos municípios que decretarem situação de emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 8 =