Restaurante Popular de Niterói fecha as portas após ter comida roubada

Raquel Morais –

O Restaurante Popular Jorge Amado, no Centro de Niterói, foi arrombado no sábado de carnaval e os criminosos levaram comida, utensílios domésticos e quebraram equipamentos da cozinha. O crime refletiu diretamente na população, que ontem encontrou o restaurante fechado. Hoje não será diferente e o estabelecimento também deixará de servir almoço e café da manhã, voltando as atividades na próxima segunda-feira. Cerca de 4 mil pessoas, nesses dois dias de interrupção, vão ‘pagar por esse crime’ de uma maneira cruel: ficando sem almoço.

Foi o que aconteceu com a aposentada Conchita Natividade, de 74 anos, moradora de Guaxindiba e acostumada a almoçar no restaurante popular três vezes por semana.

“Eu tenho 13 árvores de acerola e vendo minhas frutas em Niterói. Desci com minhas encomendas para trabalhar e encontrei o restaurante fechado. Fiquei muito triste em saber que amanhã (hoje) também não vou poder almoçar. Isso é muito sério e grave, pois as pessoas contam com essa refeição”, lamentou.

Um vendedor que preferiu não se identificar também lamentou o fechamento.

“Eu não trago marmita para almoçar e como todos os dias no restaurante. Não sabemos onde vamos parar, pois roubar é um crime, mas roubar comida?”, indagou.

Em média, o restaurante serve 1.700 almoços e 350 cafés da manhã todos os dias e os preços continuam os mesmos: café da manhã a R$ 0,50 (6h às 9h) e almoço por R$ 2 (10h às 15h). Um aviso no portão principal avisava da interrupção das atividades.

“Prezado cliente, informamos que, por motivo de força maior, o restaurante popular não abrirá nesta quinta-feira (07/03). Gratos pela compreensão”.

Em nota, a Prefeitura de Niterói informou que o caso foi registrado na 76ª DP (Centro).

“Não temos ainda a quantidade de alimentos roubada”, diz um trecho do comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *