Republicanos acusam Biden de ‘crise migratória’ após flexibilizar medidas de Trump

Parlamentares do Partido Republicano acusam o presidente norte-americano Joe Biden de ter provocado uma “crise migratória”. A razão seria o democrata ter flexibilizado medidas que endurecia penalizações para entrada de imigrantes ilegais, implementadas pelo governo de seu antecessor, Donald Trump.

Nesse final de semana, o país anunciou que irá aumentar a quantidade de “voos de deportação” na cidade de Del Rio, no Texas, que faz fronteira com o México. Circulou o planeta, nos últimos dias, imagem em que cerca de 10 mil imigrantes, a maioria haitianos, acampavam sob uma ponte, nas adjacências da fronteira sul.

De acordo com o Departamento de Segurança Interna, esses migrantes estão em uma área controlada por autoridades de alfândega e fronteira. Um contigente com 400 soldados adicionais foi mobilizado para o local. Desde o começo do governo Biden, cerca de 1,3 milhão de pessoas foram detidas por autoridades norte-americanas tentando entrar no país pela fronteira com o México.

Brasileira morre na travessia

Entre os milhares de migrantes que tentam cruzar a fronteira ilegalmente, estava uma brasileira. A enfermeira Lenilda dos Santos, de 49 anos, morreu em um deserto, próximo à fronteira entre Estados Unidos e México, após ser abandonada por amigos que faziam o percurso junto com ela. A brasileira passou mal e acabou não resistindo às altas temperaturas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =