Remédios com até 96% de desconto na UFF

Raquel Morais –

O medicamento do tipo genérico já virou a opção para os brasileiros, com diferenças expressivas no preço quando comparado com os remédios comuns. O fato é comprovado através de uma pesquisa do Instituto Febrafar de Pesquisa e Educação Continuada (Ifepec), da Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias, que apontou que 45% dos consumidores já compraram medicamentos predominantemente genéricos. Mas a população da região ainda tem uma opção extra de economia, através da Farmácia da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Centro de Niterói. A diferença entre os valores é muito grande e tem medicamento que chega a custar até 96% a menos que os genéricos vendidos em drogarias tradicionais.

A artesã Vilma Ferreira, de 62 anos, descobriu há pouco tempo a Farmácia Universitária (FAU) e só tem motivo para comemorar. Ela explica que precisa tomar um remédio por seis meses e mandou fazer na farmácia universitária pela diferença de preço. Ela toma o Ártico, para dores na coluna, que custa R$ 162 na farmácia comum e R$ 70 na da UFF, diferença de 56,79%.

“Eu moro em Niterói e não sabia dessa opção. Nunca mais vou na farmácia normal comprar remédio. Esse medicamento é mais barato do que o genérico e isso é maravilhoso para o bolso”, pontuou a moradora de Pendotiba.

Outros medicamentos também mostram diferenças enormes no comparativo com genéricos em farmácias. Por exemplo, a Amoxicilina de 500mg com 20 comprimidos custa R$ 4 na FAU e R$ 22,73 em uma drogaria no Centro, valor 82,4% mais barato; a Fluoxetina com 28 comprimidos custa R$ 3 contra R$ 45 com 30, ou seja, mesmo faltando dois remédios o valor é 93% mais em conta. Um remédio com bastante saída na FAU é o Alendronato de Sódio de 70mg com quatro comprimidos, que custa R$ 2 contra R$ 50 em uma drogaria normal, o que rende 96% de economia. Para alergia, o Loratadina de 10mg é vendido por R$ 1,20 a cartela com 10 pílulas contra R$ 16 a mesma quantidade, diferença de 92,5%.

“Os genéricos já venceram uma desconfiança inicial e natural que enfrentaram no mercado e hoje já fazem parte das opções de escolhas dos consumidores, eles possuem um grande potencial competitivo por causa da economia que ele proporciona, sendo que os preços são fundamentais na escolha. É importante reforçar, porém, que o cliente não está indo contra a indicação médica, mas sim buscando uma alternativa real, sendo que o genérico possui a mesma substância ativa, forma farmacêutica e dosagem que o medicamento de referência”, complementou Edison Tamascia, presidente da Febrafar.

A FAU funciona de segunda a sexta, das 9h às 17h, na Rua Marquês de Paraná, 282, de Centro de Niterói. O contato pode ser feito pelo telefone (21) 2629-9445 e os medicamentos são vendidos mediante apresentação de receituário médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =