Relatos de assalto em bloco não chegam às delegacias

O pré-carnaval já vem dando dor de cabeça para alguns foliões. E não é por conta da bebida em excesso. No último domingo (05), cerca de 15 mil pessoas participaram do Bloco Vou Zuar, que percorreu a orla da Boa Viagem. Só que nem tudo foi festa. Nas redes sociais inúmeras pessoas relataram roubos, furtos, consumo de drogas, sexo em público e muitas brigas.

No entanto, ao contatar as polícias Civil e Militar, não foram encontrados registros. Em nota, a PM negou assaltos e brigas durante a passagem do bloco. A corporação também garantiu que se reunirá com representantes da Secretaria Municipal de Ordem Pública de Niterói e entidades ligadas ao turismo da cidade para um realinhamento de planos operacionais para a segurança durante os desfiles dos próximos blocos.

Em greve, as delegacias do Centro e de Icaraí não registraram boletins de ocorrência no domingo e ontem. Segundo um policial que estava em uma das delegacias e preferiu não se identificar, o motivo é a paralisação dos policiais civis, que começou em 16 de janeiro.
” A população não denuncia porque sabe que estamos em greve e que não adianta vir para cá”, concluiu o policial.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Sinpol) os policiais estão em greve para que as garantias salariais sejam asseguradas, como pagamento do 13º salário que ainda não foi pago e normalização nos pagamentos que estão atrasados. Segundo o sindicato apenas serão atendidos: Auto de Prisão em flagrante, cumprimento de mandados de prisão, remoção de cadáver, roubo de veículo, estupro e homicídio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *