Região Oceânica terá investimento de R$ 71 milhões em obras

A Prefeitura de Niterói vai lançar, na próxima semana, o edital de contratação das obras de drenagem e pavimentação nos bairros Serra Grande e Maravista, na Região Oceânica. A previsão de contratação das obras é no primeiro bimestre de 2020, conforme a legislação em vigor. Serão investidos R$ 71 milhões em drenagem, infraestrutura, calçamento e pavimentação de 26 quilômetros de ruas nos dois bairros. O edital passou pelo crivo do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

“Em curto período e apesar da crise geral do país e do Estado, realizamos maior investimento da história da Região Oceânica”, ressalta o prefeito Rodrigo Neves. “Os investimentos da nossa gestão em drenagem e pavimentação de centenas de ruas em bairros como Cafubá, Piratininga, Fazendinha, Boa Vista, Jacaré, Peixoto, agora o Santo Antônio, os túneis, a modernização da Francisco da Cruz Nunes com a Transoceânica, investimentos em saúde, educação, segurança e meio ambiente são superiores aos últimos 40 anos na Região. Estou muito feliz com a aprovação desse projeto pelo Tribunal de Contas porque conheço de perto a realidade dos moradores do Maravista e Serra Grande que sofrem há décadas com enchentes e lama”.

O prefeito também adianta que, em janeiro, será apresentado o projeto executivo das obras de mais de 105 ruas no Engenho do Mato.

“Apesar dos que sempre torcem contra e do cenário onde várias cidades nem pagam salários aos seus funcionários, Niterói fez seu dever de casa desde o início de nosso governo. Organizamos a gestão fiscal e estamos investindo na qualidade de vida de todos niteroienses em todas as regiões”, pontua Rodrigo Neves.

Para o secretário municipal de Obras, Vicente Temperini, após décadas sem receber investimentos, a Região Oceânica vive uma nova realidade, com a realização de obras importantes.

“Desde 2013, foi realizado o maior investimento que a região já recebeu em obras de infraestrutura, drenagem e pavimentação. São mais de R$ 500 milhões. Vamos continuar ouvindo as demandas da população e tirando do papel projetos que melhorem a qualidade de vida dos moradores da cidade”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 2 =