Região Metropolitana ganhará mais nove escolas em tempo integral

No dia 31 de outubro começam as pré-matrículas para as escolas estaduais e, neste ano, a Região Metropolitana contará com mais nove escolas em tempo integral no Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Maricá e Rio Bonito. Somadas às 16 unidades já em funcionamento, o número de escolas deste modelo chegará a 25 em 2019.

De acordo com o secretário de Estado de Educação, Wagner Victer, além da carga horária ampliada, as escolas profissionalizantes em Empreendedorismo possuem parcerias com o Instituto Ayrton Senna e o Sebrae para a capacitação dos professores que vão atuar em sala de aula com os alunos. “Os alunos dessas unidades de ensino também terão o benefício de receber o registro profissional por meio do Conselho Regional de Administração (CRA/RJ) ao final do curso”, contou o secretário.

Em Niterói, as unidades em tempo integral serão duas: C.E. Aurelino Leal e C.E. Guilherme Briggs. Maricá, São Gonçalo e Rio Bonito terão uma unidade a mais em 2019: C.E. Professor Darcy Ribeiro, C.E. Santos Dias e C.E. Barão do Rio Branco, respectivamente. No Rio de Janeiro serão mais quatro unidades: C.E. Jornalista Rodolfo Fernandes, C.E. Monteiro de Carvalho, C.E. Herbert de Souza e Monsenhor Miguel de Santa Maria Mochón.

As pré-matrículas para as escolas estaduais começam no dia 31 de outubro, por meio do site Matrícula Fácil.

De acordo com Governo do Estado, as escolas em tempo integral profissionalizantes em Empreendedorismo da Região Metropolitana já apresentam bons resultados. Os estudantes têm desenvolvido projetos voltados a diferentes temas e objetivos. Em São Gonçalo, uma escola que tem se destacado em atividades relacionadas ao Empreendedorismo é o Ciep 240 – Haroldo Teixeira Valladão. Com um projeto que incentiva a prática do jogo de xadrez na comunidade escolar, alunos da unidade de ensino conquistaram, em 2017, o prêmio do Desafio Criativos da Escola.
Foi entre uma partida e outra de xadrez, nos intervalos das aulas no Ciep, que os jovens tiveram a ideia de desenvolver a iniciativa, intitulada “Xeque-mate: No Game, No Life”. Orientados pela professora Inês Rocha Patereit, a proposta foi elaborada dentro da disciplina de “Projeto de Intervenção e Pesquisa (PIP)”, que faz parte da grade de Empreendedorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + dezesseis =