Região Metropolitana apresenta queda nos índices de violência

De acordo com os mais recentes índices divulgados na quarta-feira (21) pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), Niterói atingiu uma redução de 47,2% no número de registros de homicídios dolosos (com intenção de matar) de janeiro a setembro deste ano. No mês passado foram registradas no eixo Niterói-Maricá, área atendida pelo 12º BPM (Niterói), apenas três ocorrências, metade do número do mesmo período do ano passado. Nos nove primeiros meses do ano foram 66 casos contra 125 no ano passado, o que significa que a região reduziu em um dígito o número de assassinatos.

Na vizinha São Gonçalo, os nove primeiros meses desse ano registraram queda de 2%, no número de homicídios, com 206 casos contra 202 no ano passado. Na comparação entre os meses de setembro, em 2020 foram 18 crimes e 22 (redução de quatro casos). No Estado, houve queda de 24% em setembro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Este é o menor número desde o início da série histórica, iniciada em 1991, segundo o ISP. Foram 237 vítimas em setembro deste ano, contra 310, em 2019. A tendência de queda deste crime em todo o estado se intensificou a partir de abril desse ano, além da diminuição de 21% no último trimestre (julho, agosto e setembro) em relação ao mesmo período. No que se refere aos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte), Niterói não registrou ocorrências do tipo no mês passado e em 2019 apenas um caso. De janeiro até o mês passado ocorreram 2 casos e no mesmo período em 2019, o dobro (4). Em São Gonçalo a polícia passou a investigar apenas um caso de latrocínio em setembro desse ano e no passado nenhum. Na comparação entre os nove primeiros meses do ano de 2020 e 2019, foram registrados respectivamente 7 e 11 ocorrências (redução de 4).

Roubos de carga – Na modalidade morte por intervenção de agente do estado (auto de resistência), o mês de setembro desse ano foi marcado por nenhum caso, na comparação com 14 registros do ano passado, em Niterói. No acumulado de janeiro a setembro, foram 43 até o mês passado e 108 em 2019. No município de São Gonçalo foram registrados oito casos no mês passado, na comparação com 27 em 2019. De janeiro a setembro, foram 158 esse ano e 166 no ano passado (redução de 4,8%). No roubo de carga, as duas cidades também se mantém em queda. No acumulado de janeiro a setembro desse ano, Niterói teve 100 casos contra 151 no ano passado (queda de 33,8%), e na comparação apenas dos meses de setembro, foram 3 no mês passado e 7 em 2019. Em São Gonçalo as quadrilhas que atuam nesse tipo crime proporcionaram 20 ocorrências no mês passado, contra 55 em 2019 (menos 35 ocorrências). De janeiro a setembro os registros foram: 643 em 2020 e 1.101 em 2019 (redução de 41,6%).

Números do Estado

Os homicídios dolosos registraram queda de 24% em setembro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Este é o menor número desde o início da série histórica, iniciada em 1991 pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Foram 237 vítimas em setembro deste ano, contra 310, em 2019. A tendência de queda deste crime em todo o estado se intensificou a partir de abril de 2020.

Os homicídios dolosos também apresentaram diminuição de 21% no último trimestre (julho, agosto e setembro) em relação ao período similar do ano passado. O ISP ainda registrou o menor número de latrocínios (roubo seguido de morte) da série histórica nos nove primeiros meses de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 65 casos contabilizados de janeiro a setembro, contra 94 em nove meses de 2019.

Em mortes por intervenção de agentes do Estado, foram 930 vítimas nos nove primeiros meses de 2020 e 52 em setembro, redução de 34% em relação ao acumulado de 2019 e de 66% quando comparado a setembro. Em roubo de carga, foram 3.838 casos nos nove primeiros meses de 2020 e 322 em setembro, representando diminuição de 33% em relação ao acumulado de 2019 e de 31% sob setembro. Já em roubos de veículos, foram 19.149 ocorrências nos nove primeiros meses de 2020 e 1.742 em setembro, registrando queda de 37% em relação ao acumulado de 2019 e de 33% quando comparado a setembro. Em roubos de rua foram registradas 54.673 ocorrências nos nove primeiros meses de 2020 e 5.472 em setembro, uma redução de 42% no acumulado de 2019 e de 38% em relação a setembro.

Distanciamento social – O ISP elaborou um estudo para determinar a influência do isolamento social, provocado pela pandemia do novo coronavírus, nos crimes contra o patrimônio. No período, foi registrada a redução de roubos de rua e de veículos. A equipe de analistas cruzou os registros da Secretaria de Estado de Polícia Civil com os dados do histórico de localização dos usuários do Google, tendo como parâmetro de normalidade o mês de janeiro de 2020.

Segundo a pesquisa, de janeiro a setembro deste ano, o estado registrou queda de 42% nos roubos de rua em relação ao mesmo período de 2019. A forte redução também foi observada no roubo de veículo, que foi 33% menor nos nove primeiros meses deste ano, na comparação com 2019.

A exceção é para o roubo de carga, que também apresentou queda este ano, mas não há ligação com o menor número de pessoas nas ruas. No acumulado do ano, o indicador apresentou redução de 33% em relação ao mesmo período de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − 1 =