Reforço na Educação Infantil

Quatro novas escolas de Educação Infantil serão entregues pela Prefeitura de Macaé em dezembro. As novas unidades serão nos bairros Visconde de Araújo, Miramar, Barra de Macaé e Malvinas. Com esses espaços, a Educação pretende atender cerca de dois mil alunos de 2 a 5 anos. A proposta é antecipar a meta do governo federal, que determina aos municípios o atendimento de todas as crianças nessa faixa etária até o ano de 2021. Todos os alunos acima de 4 anos já são atendidos.

A Secretaria Adjunta de Obras já começou a executar os trabalhos. De acordo com o secretário da pasta, Saulo Ramos de Souza, as estruturas irão contar com salas, cozinha, refeitório, brinquedoteca, secretaria e banheiros.

As novas escolas seguem as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil, que destacam propostas pedagógicas e práticas cotidianas em prol do desenvolvimento integral dos alunos. As novas unidades serão devidamente estruturadas, segundo a meta de avançar com qualidade do processo de ensino-aprendizagem, propiciando assim ambientes amplos e confortáveis.

Segundo o secretário de Educação, Guto Garcia, o objetivo é que no próximo ano todos os alunos, a partir de dois anos de idade, estejam em sala de aula. “A ideia é universalizar a educação. Além dessas, em 2018, iremos começar a construção de mais quatro unidades”, frisa o secretário.
No bairro Malvinas, a escola vai funcionar no espaço que funcionava o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), dentro do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU). O prédio está sendo ampliado e vai atender 500 alunos em tempo integral. Na Barra, 900 crianças serão atendidas nas instalações do Estádio Claudio Moacyr de Azevedo, que está recebendo adaptações. Já nos bairros Visconde e Miramar, as unidades, em reforma, irão beneficiar 300 estudantes, cada.

Lagomar
A prefeitura irá licitar, no próximo ano, o projeto da escola de Ensino Fundamental no bairro Lagomar, que será localizada na rua W-5. O local, com dois mil metros quadrados, seguirá o modelo de escola padrão, determinado pelo Ministério de Educação (MEC), otimizando custo. A unidade terá 12 salas, refeitório, quadra coberta, pista de atletismo, vestiário e telecentro. A expectativa é atender cerca de 800 alunos em 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *