Rede hoteleira do Leste Fluminense está com mais de 75% de ocupação

Embora a economia fluminense ainda se ressinta da crise econômica e a violência assuste os turistas, municípios do interior, notadamente do Leste Fluminense e Região dos Lagos, comemoram a boa ocupação da rede hoteleira e a reserva de quartos já para o Carnaval, que será no início de março. A estimativa média de turistas na região superior a 75%, segundo os empresários do segmento. O setor será tratado com prioridade pelo novo governo estadual, que vê a área como principal vocação econômica do estado.

Por isso, Secretaria de Estado de Turismo e a TurisRio (autarquia estadual do setor) lançaram o projeto “Cidades Maravilhosas”, na entrada do Pão de Açúcar, no bairro da Urca, um dos principais pontos turísticos do Rio. No evento serão distribuídas peças promocionais de Niterói e Petrópolis, por representantes dos órgãos públicos de turismo destes municípios. Niterói estará representada pela Neltur. Os folhetos com ilustrações dos pontos turísticos estarão distribuídos em português, inglês e espanhol. A cada sábado, a TurisRio divulga duas cidades diferentes.

“Nesta época do ano há um grande fluxo de turistas do Brasil e do exterior visitando a Capital. A intenção é mostrar para esses visitantes que o nosso Estado tem 91 cidades maravilhosas”, disse o secretário de Turismo, Otávio Leite.

Em Niterói, no ano passado, a cidade recebeu cerca de 100 mil turistas no verão, sendo 120 mil turistas no período, principalmente no Carnaval, segundo a Neltur. Boa parte ficou nas pousadas da Região Oceânica, que registraram cerca de 100% de ocupação, enquanto os hotéis, pousadas e aluguel de apartamentos por temporada da zona sul, 60%. A expectativa para este ano é a mesma. Niterói tem uma média de 2.800 leitos entre hotéis, pousadas e hostels. Além de atrativos turísticos, como o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Parque da Cidade e o Caminho Niemeyer, há as praias oceânicas.

Rio das Ostras, na Região dos Lagos, estima ter um movimento 30% superior do que no mesmo período do ano passado.
“Estamos com uma ocupação de mais de 90% da nossa rede hoteleira no momento e para o Carnaval, mais de 50% dos quartos já estão reservados. Isso é 30% a mais do que no mesmo período de 2018”, festejou Monique Melo, presidente da Associação de Pousadas e Hotéis de Rio das Ostras.

Em Cabo Frio, um dos destinos mais procurados pelos turistas na mesma região, a estimativa da Associação de Hotéis, Gastronomia, Comércio e Turismo de Cabo Frio, é que haja uma ocupação média de leitos de 75% até o final de janeiro. Para fevereiro, é esperada uma queda devido ao fim das férias escolares, devendo chegar a 100% no Carnaval. De acordo com a Secretaria de Turismo, nos próximos 15 dias, a média de visitantes na cidade será de 100 mil pessoas de segunda a quinta e de 160 mil de sexta a domingo. Em fevereiro, são esperados 120 mil visitantes diariamente.

A cidade de Armação de Búzios recebeu na última semana dois transatlânticos no píer do centro. O Seaview e o Sovereign. O primeiro, com 5.429 passageiros. De acordo com a Secretaria de Turismo, Cultura e Patrimônio Histórico cerca de 50% a 80% dos passageiros desembarcam em Búzios. Essa é a segunda vez que o navio para em Búzios e a previsão é que retorne nove vezes até o final da temporada. Já o segundo, por problemas técnicos, não desembarcou ninguém. Segundo a secretaria, o impacto direto da chegada dos transatlânticos é muito positivo. A economia arrecada cerca de R$ 5 milhões em tributos e taxas, e mais R$ 10 milhões em comércio dos restaurantes, lojas, suvenires e passeios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *