Reclamações dos preços de produtos marcam Dia Mundial do Consumidor

Raquel Morais –

Preço alto. Dificuldade em trocar produtos. Falha no atendimento. Produtos com defeitos. Essas são as principais reclamações de niteroienses quando o assunto é compra e venda. Nesta quinta-feira (15) foi comemorado o Dia Mundial do Consumidor, em alusão aos 27 anos do Código de Defesa do Consumidor, e não faltaram reclamações em busca de um preço justo, facilidade para trocar mercadorias, melhor atendimento e qualidade nos produtos vendidos. A data até relembrou o fechamento do posto do Procon de Niterói, que ficava nas esquinas da Visconde de Sepetiba com Ernani do Amaral Peixoto, no Centro da cidade.

Segundo pesquisa divulgada pelo Boa Vista Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), 67% dos entrevistados afirmam conhecer um pouco ou desconhecem totalmente seus direitos enquanto consumidor. Já os que dizem conhecer razoavelmente bem representam 26% dos entrevistados, e os que conhecem muito bem, 7%. Ainda segundo o levantamento, 83% afirmaram fazê-lo diretamente com a própria empresa prestadora do serviço ou responsável pela venda do item, quando há algum problema no serviço ou produto.

Um niteroiense que preferiu não se identificar disse que não confia em nenhum estabelecimento comercial. “Canso de entrar em loja para perguntar preço e os vendedores me tratam com indiferença. Só são simpáticos quando sabem que vão vender e estão de olho na comissão”, comentou.
A dona de casa Jéssica Oliveira, de 28 anos, ressaltou o preço alto dos produtos e serviços. “Não vejo o que comemorar. A vida está cada vez mais cara e não temos direitos nenhum. Até quando reclamamos algo não funciona e não temos um retorno positivo”, esbravejou.

“Aos que alegam não saber onde reclamar, recomendamos procurar o órgão de defesa do consumidor, pois nele encontrarão todas as orientações necessárias para fazer o seu direito valer”, esclareceu Pablo Nemirovsky, superintendente de Serviços ao Consumidor da Boa Vista SCPC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − seis =