Raio atinge casa que pega fogo em Maricá

Aline Balbino

Dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Mas, em Maricá o inesperado aconteceu. Dois raios caíram numa residência em Ponta Negra e destruiu por completo uma casa. A residência situada na Rua São Lourenço, 12, pegou fogo. Vizinhos ajudaram a retirar os carros que estavam na garagem e os animais de estimação. Um cachorro não conseguiu ser salvo e morreu no interior da residência. Duas pessoas que estavam na residência não se feriram. Bombeiros do 4ºGmar e do Quartel de Maricá ajudaram a conter as chamas.

No ano passado, 45 pessoas morreram vítimas de queda de raios em todo país. Em média, 111 mortes por raios ocorrem no Brasil a cada ano e o verão, que começou no dia 21 de dezembro, é a época de maior incidência do fenômeno. Como consequência, é neste período em quem mais mortes são registradas e por isso, é fundamental redobrar os cuidados e atentar-se às dicas de proteção, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Segundo o Inpe, caíram 480 raios em Niterói em 2016 contra mil em 2015. Já em São Gonçalo, o número é muito maior. Em 2016, caíram 2.400 raios contra 2.500 em 2015. O verão começou dia 21 de dezembro e é nesta época do ano em que ocorre a maior incidência de raios. Para o verão de 2017, o ELAT, com base nas temperaturas dos oceanos Atlântico e Pacífico Sul, Equatorial e Norte, prevê uma incidência de raios deve ficar levemente (até 10%) acima da média histórica.


Os cinco mandamentos do que não fazer durante uma tempestade

– Praticar atividades de agropecuária ao ar livre, circunstância que mais mata pessoas no Brasil
– Ficar próximo a carros, tratores, andando em motos, bicicletas e ao lado de transportes em geral
– Ficar em campo aberto, como em praias, campos de futebol, ou embaixo de árvores e perto de cercas
– Ficar perto de objetos que conduzem eletricidade (como telefone com fio ou celular conectado ao carregador) e objetos metálicos grandes
– Ficar em um abrigo aberto, como uma sacada, varanda, toldo, deque, etc

Opções seguras de abrigo

– Busque veículo fechado como abrigo e fique dentro dele, com as portas fechadas, sem encostar-se à lataria até a tempestade passar;
– Busque moradias ou prédios, de preferência que possuam proteção contra raios ou abrigos subterrâneos, tais como metros ou túneis;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =