Rafael Jardim: “Estou preparado para fazer história à frente do Legislativo”

Wellington Serrano

Casimirense, nascido em 04/05/1981. O presidente da Câmara de Casimiro de Abreu, Rafael Jardim, disse que está preparado par fazer história no município. O jovem político de 35 anos é funcionário concursado da Petrobras há 12 anos. Casado com Beatriz Pereira (mais conhecida como Bia) e pai de dois filhos: Diogo Jardim, de nove anos, e Joaquim Jardim, de dois. Em sua primeira eleição que disputou foi o vereador mais votado do município com 961 votos e, na última eleição se reelegeu como o terceiro mais votado, com 916 votos.

De uma família tradicional de políticos da região. Seu tio José Bicudo Jardim foi prefeito de Casimiro, depois seu outro tio chamado José Abreu foi vice-prefeito por três mandatos e também vereador. Sua tia Tânia Jardim, foi deputada Estadual e o marido dela Carlos Emir foi prefeito de Macaé por duas vezes, seu primo Carlos Emir Júnior foi vereador em Macaé e por fim, outro primo George Jardim acabou de se reeleger para o sexto mandato de vereador em Macaé. “Então, como podemos ver fui criado no meio politico desde criança e sempre nutri uma paixão pela politica e uma vontade enorme de poder fazer parte e participar das melhorias que a politica séria pode trazer para o município e para nossa população, tão sofrida nos últimos anos”, ressalta o presidente, que durante entrevista para equipe de reportagem de A Tribuna, falou de sua trajetória política:

“Iniciei desde muito novo participando das campanhas eleitorais que meus familiares concorriam e a minha primeira candidatura de vereador surgiu naturalmente. Graças a Deus tenho muitos amigos, amigos esses que tenho enorme carinho e apreço e que sempre viam em mim esse sangue politico correndo nas veias, com isso na primeira eleição que disputei na vida, em 2012, já fui o vereador mais votado do município”, recordou.

Rafael Jardim disse que as bandeiras de sua política são: da transparência e da ética. “Trabalho sempre muito próximo à população. Gosto do contato com o eleitorado e faço política o tempo todo no meu mandato. Essa minha postura reflete nas minhas votações, pois graças a Deus tenho voto em todos os cantos de Casimiro. Das 89 seções eleitorais existentes fiz voto em 86 delas como, em Casimiro, Professor Souza, na nossa querida serra na urna do Quilombo, em Rio Dourado, Boa Esperança, Barra de São João, Palmital e na comunidade rural do Visconde”, apontou Rafael.

Na presidência da Casa Legislativa Rafael diz que vai trabalhar para devolver o respeito e a dignidade e melhorar imagem da Câmara. “Vou trabalhar junto com a sociedade e perante os órgãos de fiscalização e justiça. Sou do grupo político do atual prefeito Paulo Dames e amigo de longa data dele e de toda sua família, mas os poderes são independentes e devem ter harmonia para o beneficio da população”, revelou.

Rafael afirmou que pretende usar sua amizade e entrosamento com o chefe do Executivo para trazer as melhorias e devolver o município para o caminho do desenvolvimento. “Casimiro é um município de família e o respeito tem que prevalecer. Chega de ditadura e de perseguição. Iremos tocar os trabalhos na Casa de maneira transparente e buscando sempre a justiça. Sou completamente favorável ao diálogo e tenho boa conversa com todos os nove vereadores que tenho certeza que irão me ajudar na condução dos trabalhos da Casa. Já estou conversando com os funcionários efetivos da casa que são a mola mestra da câmara e que tem papel fundamental que me ajudem a reerguer a imagem e melhorar o clima e o ambiente de trabalho”, ressaltou.

Segundo ele, agora é o momento de trabalhar. “Já estou de mangas arregaçadas e vou trabalhar muito para superar a crise. O município está em estado de calamidade. Lixo por todas as ruas, sucateamento da máquina pública, dívida de mais de R$ 40 milhões, mas trabalharemos muito pra colocar Casimiro no rumo certo”, realçou Rafael.

O presidente eleito disse que vai tomar algumas medidas para economizar na Câmara. “Iremos devolver o prédio onde funciona a parte administrativa da Casa trazendo com isso uma economia de quase R$ 150 mil reais em dois anos. Iremos realizar neste mês de janeiro ainda a primeira licitação da história do legislativo casimirense, antes a maioria dos contratos eram firmados através de carta convite ou outra modalidades, trazendo com isso mais economia nos contratos. Iremos tomar mais algumas medidas de economia para iniciarmos a construção da sede própria do legislativo ainda nesse ano. Quero deixar minha marca à frente da presidência construindo tudo com transparência para satisfação dos funcionários e assessores e, principalmente, devolver o resgate da imagem do legislativo”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 2 =