Rádio Online do selo Niterói Discos entra no ar nesta quinta-feira

Foto: Marcos Sabino

O selo Niterói Discos, iniciativa cultural da Prefeitura de Niterói e administrada pela Secretaria Municipal das Culturas (SMC) e pela Fundação de Arte de Niterói (FAN), lança, nesta quinta-feira (28) a Rádio Niterói Discos.

Criada pelo presidente da FAN, Marcos Sabino, que é também cantor e compositor, o sistema será uma ferramenta online que estimula e divulga a intensa produção musical da cidade.

O  superintendente da Fundação, Ivan Macedo Vianna, informa que a rádio estará disponível a partir de meia noite deste dia 28, no site Cultura Niterói (http://www.culturaniteroi.com.br/niteroidiscos ). “As pessoas vão se emocionar com o belo acervo do Selo, fruto de muito trabalho, pesquisa e talento dos artistas da cidade”, disse Ivan

No começo dos anos 1990, quando o mundo ainda engatinhava na transição do vinil para o CD, o selo já incentivava o artista niteroiense na busca por seu espaço na concorrida indústria fonográfica.

A FAN financiava a produção de mil discos que eram entregues aos artistas para eles divulgarem o seu trabalho. Sob novos desafios, essa missão segue em frente nos dias de hoje.

Além do acervo do selo, que já lançou mais de 180 trabalhos, a rádio abrirá espaço para todos os artistas nascidos ou de alguma forma vinculados a Niterói.

– Vamos avançar muito para a Zona Norte da cidade que desenvolve novos sons, novos estilos. A música é um espelho do que sente e quer o povo. Niterói  é um “entreposto cultural”, especialmente para a música. Por onde andamos conhecemos novos nomes. Na Zona Norte é impressionante.

A Rádio Niterói Discos vai funcionar com transmissão 24 horas e, em maio, serão lançados ‘podcasts’, em formato de entrevista com artistas e produtores, ligados à música da cidade, com curiosidades e histórias de bastidores, no YouTube da Niterói Discos.

“A ideia é levar, por meio das ‘ondas digitais’, a produção musical tão peculiar de Niterói para todo o mundo. Estamos muito felizes com este lançamento, que valoriza os nossos artistas e proporciona mais um entretenimento ao público. A Rádio Niterói Discos reafirma a importância de resguardar a produção musical de nossa cidade, se propõe a ser uma plataforma dedicada a nossa memória e ao nosso futuro”, disse Marcos Sabino.

“Do LP ao CD, do MP3 às plataformas de streaming que acessamos pelo celular. A forma de produzir e ouvir música sofreu uma verdadeira revolução. É preciso, então, olhar para essas transformações de forma inovadora, oferecendo ferramentas que estimulem artistas nesse mundo digital”, explica o diretor da Niterói Discos, Tavinho Torreão. “Um espaço democrático e interativo a ser ocupado pelas diferentes manifestações artísticas, trazendo o selo aos novos tempos e ampliando seu papel original às novas formas de se fazer e de se propagar, por meio da música, as linguagens artísticas”, completa ele.

Sobre a Niterói Discos

Dizer que Niterói é um celeiro de talentos, chega a ser lugar comum. Um dos mais importantes personagens da Niterói Discos, o baixista e ex-secretário das Culturas de Niterói, o saudoso Arthur Maia, costumava dizer que a ponte deveria cobrar pedágio, mas ‘couvert’ artístico.

Adriana Ninsk

Mas sabemos que existem inúmeras dimensões da produção musical que o mercado não consegue alcançar, e o selo criado em 1991, momento de efervescente produção e muitas barreiras tecnológicas, é um exemplo de como uma cidade pode incentivar uma cadeia produtiva que fomenta oportunidades e talentos de todos os gêneros, dos mais populares aos clássicos instrumentais, do rock ao chorinho, da ópera às bandas colegiais.

Do primeiro LP da icônica banda ‘Os Lobos’, passando por artistas iniciantes ou consagrados nacionalmente, a Niterói Discos foi se consolidando como uma referência na cidade, alavancando carreiras, conquistando repercussão nacional, participando de festivais e congressos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.