Radares móveis serão usados em rodovias estaduais no Carnaval

Enquanto os radares fixos ainda estão em fase de instalação na RJ-106, a partir desta quinta-feira a fiscalização de velocidade será realizada por radares móveis. Os motoristas devem ficar atentos aos limites de velocidades no período de Carnaval. Além da RJ-106, os agentes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) estarão nas rodovias RJ-124 e RJ-140, nos municípios de Rio Bonito, São Pedro da Aldeia, Iguaba e Araruama. As ações seguem durante todo o Carnaval até a Quarta-feira de Cinzas.

“Nossa experiência mostra que, nas estradas onde são anunciadas campanhas de fiscalização no Carnaval, os índices de acidentes costumam cair. É fundamental a presença dos agentes nas rodovias. O objetivo é alertar também para a mistura fatal de álcool e direção”, explicou o presidente do DER-RJ, Uruan Cintra de Andrade, responsável pela campanha de Carnaval e pelas operações.

As equipes de fiscalização ficarão em trechos com alto índice de acidentes – como nos acessos às entradas das cidades da Região dos Lagos. A fiscalização com pistolas que identificam infrações acontecem a partir de quinta e seguem até a próxima quarta-feira sempre das 8h às 17h. Os equipamentos são utilizados em tripés ou nas mãos dos agentes, que simularam, na semana passada, um dia de ação nas estradas, num treino promovido pela Diretoria de Operação, Monitoramento e Controle de Trânsito do DER-RJ.

“Ações como essa, de Carnaval, ajudam a salvar vidas e a tornar nosso trânsito mais humano. em Muitos acidentes ainda são causados pelo desrespeito às normas de trânsito”, afirmou José Luiz Teixeira, diretor do DER-RJ e responsável pelas operações.

Estatísticas
Um estudo realizado pelo governo federal e publicado na Semana Nacional do Trânsito, em 2018, mostrou que mais de 50% dos acidentes em vias federais são causados por falhas humanas. Cerca de 53,7% deles são ocasionados por desrespeito às leis de trânsito e pela falta de atenção do condutor. Trinta por cento dos óbitos ocorridos entre 2007 e 2016, o equivalente a mais de 23 mil mortos, foram registrados em acidentes causados pelo desrespeito às normas de trânsito. E, quinze mil, por falta de atenção dos motoristas na direção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *