Radares começam a multar a partir desta segunda na Ponte Rio-Niterói

A partir desta segunda-feira (15) os radares instalados na Ponte Rio-Niterói passarão a multar efetivamente. Os milhares de motoristas que passam diariamente pela via terão limitar a velocidade dos veículos aos 80 km/h estabelecidos. Apesar do monitoramento, motoristas não respeitavam a velocidade da via. Um levantamento da Polícia Rodoviária Federal mostrou que mais de 2,5 milhões de veículos foram flagrados pelos radares acima da velocidade permitida entre janeiro e novembrode 2017. Em janeiro, por exemplo, foram 151.345 infrações. Em novembro o número quase dobrou: 290.663.

Os equipamentos foram instalados em junho de 2016, nos dois sentidos, em quatro pontos: depois do pedágio; na descida do Vão Central; na Grande Reta; e na altura do Cais do Porto, na chegada ao Rio. Segundo a PRF, são quatro radares em cada sentido que usam tecnologia de laser para aferir a velocidade dos carros. Um raio de luz é emitido pelo equipamento, que reflete no veículo, permitindo que o equipamento calcule instantaneamente a velocidade. Apesar disso, a Polícia desmentiu rumores que circulavam pelas redes sociais que diziam que os radares calculariam a velocidade média de cada veículo.

“Não há previsão na legislação brasileira da autuação por excesso de velocidade baseado em velocidade média de veículo em trecho específico e, assim, os referidos radares não fazem autuações baseadas em velocidade média”, ressaltou a PRF em nota.

As multas emitidas por órgãos federais não ficam com os municípios e vão direto para a conta do Tesouro Nacional. De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o custeio pelo encaminhamento das autuações vai refletir em um aumento na tarifa do pedágio, cujo valor ainda não foi definido, previsto para ser reajustado no dia 1º de julho de 2018.

Multas
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) lembra que ultrapassar o limite de velocidade em até 20% é considerado uma infração média, com perda de quatro pontos na carteira e multa de R$ 130,16.

Se o motorista ultrapassar o limite entre 20% e 50%, é considerado uma infração grave, com perda de cinco pontos e multa de R$ 195,23. Mas se houver ultrapassagem da velocidade acima de 50% do limite, é considerada infração gravíssima, com suspensão da carteira e multa de R$ 880,41.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *