Quiosques do Gragoatá voltam a ser alvos de ataques de bandidos

Proprietários de quiosques e frequentadores de um dos cartões postais mais bonitos de Niterói, a orla do Gragoatá, não estão conseguindo ter paz. Tudo porque criminosos estão desafiando a polícia e praticando roubos em série na Avenida General Milton Tavares de Souza (conhecida como Avenida Litorânea). Segundo comentários, não passa 48 horas sem que ocorra algum registro de roubo a quiosque ou a transeunte no local. Em um mês todos os quiosques estabelecidos no local e frequentadores foram atacados por bandidos armados. Nas primeiras da manhã de desta terça-feira (01), pela segunda vez em menos de 48 horas, um mesmo quiosque e seus clientes foram roubados.

De acordo com imagens registradas por câmeras de segurança – e não são as mesmas gravadas na madrugada do dia 30 de junho – pelo menos dois bandidos armados com pistolas desembarcaram de um veículo, modelo HRV, de cor prata, e armados com pistolas renderam vários clientes que estavam sentados em frente e mais uma vítima que atendia no balcão. Com muita agressividade os marginais apontaram as armas para as vítimas e roubaram dinheiro, jóias, celulares e outros pertences. “Um deles ainda exigiu um pacote de balas e maços de cigarro além do que havia roubado. Não passou nenhuma viatura aqui pelo local. Quando ligamos para avisar a PM o que havia ocorrido, nos disseram que a viatura estava quebrada o que prejudicou o patrulhamento aqui no local”, afirmou um dos clientes.

Após o crime, na manhã desta terça policiais militares patrulhavam a orla a pé. Porém, comerciantes alertam que os crimes não acontecem pela manhã e sim durante a noite. O caso foi registrado na Polícia Civil, que segue investigando o caso.

Uma outra vítima confirmou que na madrugada de segunda-feira o mesmo quiosque já havia sido roubado, possivelmente pelo mesmo grupo, que atacou as vítimas sempre chegando rapidamente num veículo e rendendo os frequentadores. “Teve uma noite que eles percorreram a avenida rendendo quem estava pelo caminho, na frente de cada quiosque. Roubaram todos os estabelecimentos e ainda agrediram covardemente um rapaz que estava na frente de um deles. Aqui tinha que tem patrulhamento intensificado. Está de mais! Acho que esses bandidos seriam oriundos de alguma comunidade próxima daqui. Eles parecem que sabem o momento que os policiais não estão realizando o patrulhamento e atacam”, afirmou outro frequentador do local, que também atrai muitos estudantes por conta da proximidade com o campus da UFF.

Na madrugada do dia 30 de junho, por exemplo, um grupo de amigos que estava conversando junto a um dos quiosques da orla do Gragoatá foi também rendido por criminosos, sendo que um deles estaria armado com um fuzil, de acordo com relatos. Os bandidos chegaram de carro ao local e roubaram vários pertences das vítimas, fugindo em seguida. Câmeras de segurança registraram a ação, que foi parar nas redes sociais, o que gerou ainda mais críticas e sensação de pânico entre os moradores da região, motoristas, quiosqueiros e frequentadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *