Quaquá afirma que pretende disputar o Estado ou o Senado

Anderson Carvalho

Após deixar a Prefeitura de Maricá, que governou por oito anos em dois mandatos consecutivos, o prefeito Washington Quaquá, presidente regional do PT, visa agora voos mais altos na política. Em 2018, ele quer disputar o Governo do Estado ou o Senado. Em 2017, tentará a reeleição à presidência do partido, que comanda desde fevereiro de 2014, para um mandato de quatro anos. Porém, com o fracasso nas eleições municipais deste ano, a direção nacional do partido decidiu antecipar o Processo de Eleições Diretas (PED) para o início do próximo ano.
“Tem Governo do Estado ou o Senado. Tudo menos, eleição para deputado federal ou estadual ou vice de alguém”, afirmou Quaquá, descartando rumores de que poderia ser vice um uma possível chapa encabeçada pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), que deixa o cargo no final do ano.

O dirigente quer continuar no comando da legenda para ajudar na campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República em 2018. “Vou disputar a reeleição no PT. O eleitorado verá o que foi Lula e o que será Temer. O elástico vai voltar na testa”, declarou o petista.

Em 2018 serão disputadas duas vagas para o Senado, que hoje estão com Lindbergh Farias (PT) e Marcelo Crivella (PRB), prefeito eleito do Rio e que assume em 1º de janeiro, sendo substituído pelo suplente Eduardo Lopes (PRB). Como obteve 790 mil votos em 2014 a governador, Lindbergh deverá disputar eleição a deputado federal em 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − 2 =