PSOL define Josiane Peçanha como parceira de chapa de Flávio Serafini

Flávio Serafini terá como parceira de chapa para disputar a prefeitura de Niterói a professora Josiane Peçanha. A decisão foi tomada ontem à noite pelo PSOL através de uma reunião virtual com filiados e filiadas do partido. De acordo com o PSOL, a escolha de Josiane traz paridade de gênero e raça à chapa sendo uma representatividade desejada pelo partido.

“É hora de construirmos uma nova política de fato para Niterói! Uma agenda que pense em todos os segmentos populacionais com a criação de novos postos de trabalho e renda; construção de novas escolas municipais nos territórios periféricos, com valorização profissional para a Educação; com maior democratização na aquisição de habitação e moradia, com um plano diretor ecossocialista ; ampliação e valorização da Saúde pública municipal; acolhimento e fortalecimento das populações de rua, com assistência social que reabilite a cidadania e o exercício da democracia plena para estas pessoas. Uma agenda política que defenda radicalmente o exercício da democracia, da cidadania por todos da cidade, com responsabilidade fiscal e administrativa, com investimentos equânimes em todas as áreas político-sociais e econômicas de governo”, afirmou Josiane Peçanha.

A parceria entre Flávio e Josiane forma uma união de professores e, de acordo com o PSOL, teria uma gestão municipal voltada para o ecossocialismo e a democracia com compromisso de ampliar os direitos sociais e políticos para combater as desigualdades sociais e raciais.

“Estou muito feliz em ter a Josiane como candidata à vice: mãe, negra professora, mestre em educação. Ela agrega em representatividade e qualidade à nossa chapa. Temos o desafio de fazer com que Niterói deixe de ser uma das cidades mais desiguais do Brasil fazendo com que as políticas públicas de fato transformem a vida do povo. Temos o maior orçamento dentre as grandes cidades do Rio e ao mesmo tempo crianças sem escola e pessoas passando fome”, declarou Flávio Serafini.

Josiane Peçanha tem 41 anos, é mestre em História pela UERJ, faz parte do grupo de pesquisa NUPIP da Universidade Federal Fluminense (UFF) e possui artigos publicados no Brasil, Argentina e Estados Unidos. É filiada ao Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE). Defende políticas voltadas para a educação, feminismo e antirraciais.

Passou para o curso de pedagogia na Universidade Federal Fluminense (UFF) e na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) aos 18 anos. Foi a primeira da família a possuir cargo público aos 20 anos através da aprovação em um concurso para ser professora da rede pública.

Josiane chegou a dar aulas também na rede privada de ensino. No período preparatório para o ensino superior vendia doces e realizava faxinas. A professora é casada, mãe de dois filhos, seus pais eram um zelador e uma costureira e também professora e nasceu em Rio Bonito.

O PSOL Niterói alcançou mais de 20% dos votos nas últimas eleições municipais, segundo dados do partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =