Promotor e a mulher encontrados mortos na Barra da Tijuca

O promotor de Justiça Marcus Vinícius da Costa Moraes Leite e a servidora do Ministério Público do Rio, Luciana Alves de Melo foram encontrados mortos nesta terça-feira (16), em um apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. De acordo com o Ministério Público, havia marcas de tiros nos corpos. Segundo o MP, uma arma de fogo foi encontrada no apartamento e não havia indícios de invasão ou assalto.

A Polícia Civil acredita que o incidente tenha ocorrido na madrugada de domingo para segunda-feira, mas ainda não sabe determinar as circunstâncias das mortes. Marcus era do Grupo de Atuação Especializada em Segurança Pública (Gaesp) do (MP-RJ). Segundo a polícia, os dois corpos foram achados no interior do apartamento, situado na Rua Coronel Paulo Malta Resende, na Barra da Tijuca.

A Delegacia de Homicídios da Capital confirmou que era do promotor Marcus Vinícius de Moraes a pistola automática encontrada ao lado do corpo dele, no Rio.

A polícia técnica investiga várias hipóteses para o crime, embora as características encontradas no local apontem para homicídio, seguido de suicídio.

Em nota, o Ministério Público confirmou as mortes: “O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) informa que foram encontrados dois corpos no interior do apartamento situado à Rua Cel. Paulo Malta (…) na Barra da Tijuca, vítimas de projétil de arma de fogo, identificados como sendo o promotor de Justiça Marcus Vinicius da Costa Moraes Leite e a servidora do MPRJ Luciana Alves de Melo. A arma de fogo foi encontrada no local, não havendo indícios de invasão ou assalto. A Polícia Civil acredita que os fatos ocorreram na madrugada de domingo para segunda, não sabendo determinar ainda as circunstâncias das mortes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − 3 =