Projeto sustentável pode chegar a 30 áreas de Niterói até 2024

A ampliação do projeto Clin Comunidade Sustentável é uma das metas da Companhia de Limpeza Urbana de Niterói. A previsão é alcançar mais seis comunidades este ano e beneficiar, até 2024, 30 locais. A iniciativa tem como objetivo aprimorar a gestão dos resíduos sólidos gerados em comunidades de difícil acesso, por meio de contêineres semienterrados, que comportam até cinco mil litros, em pontos estratégicos na parte baixa dessas áreas, em substituição às caçambas tradicionais.

A Clin iniciou o programa em 2020 e já atende as seguintes comunidades: Zulu, (Santa Rosa), Buraco do Boi (Barreto), Morro do Atalaia (Ititioca), João Nunes (Várzea das Moças), Morro da Chácara e Arroz (Centro), Jacaré (Região Oceânica). Recentemente, o trabalho foi concluído na comunidade Bela Vista (Sapê) e, agora, está sendo iniciado no Cantagalo.

De acordo com o presidente da Clin, Luiz Carlos Fróes Garcia, foram realizados estudos que identificaram a necessidade de uma mudança na gestão dos resíduos das comunidades. Ele explica que o número de contenedores está baseado no quantitativo de moradores da área sendo, no mínimo, dois recipientes em cada local: um para resíduos orgânicos úmidos e outro para recicláveis secos.

“A ampliação do projeto faz parte da agenda da Prefeitura para os 450 anos de Niterói. Este programa é muito importante para toda a cidade. A iniciativa, que visa acondicionar de forma correta os resíduos sólidos orgânicos e recicláveis, através de contenedores especiais promoverá melhor qualidade de vida para as comunidades.  Nós temos consciência do quanto esta ação muda a vida das pessoas, por isso, a expansão do projeto”, detalha o presidente da Clin.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.