Projeto de edifício-garagem da OAB será apresentado na Câmara

Embora os Tribunais e o Ministério Público contem com andares de garagens em seus prédios, além de vagas exclusivas na Praça da República e em várias vias públicas, os 17 mil advogados inscritos na OAB-Niterói enfrentam dificuldades para estacionamento e se sujeitam a perdas com atrasos no comparecimento à audiências, de hora marcada.

Diante desta ótica os advogados estão pleiteando usar a área ajardinada defronte o Palácio da Justiça e pertencente ao Estado, para ali ser construído um edifício-garagem de 16 andares e com 270 vagas, sem eliminar a praça, e dotado de elevador e restaurante panorâmico, além de uma passarela no último andar, que terá restaurante panorâmico, ligando a OAB ao edifício do Tribunal.

Todo o projeto elaborado por Guilherme Bezerra, do escritório Equilíbrio Arquitetura e Design, a pedido do advogado Pedro César Genn e elogiado pelo presidente da OAB-Niterói, Antonio José Barbosa, será apresentado à classe, no próximo dia 23, às 18 horas, no saguão da Câmara Municipal.

Militante no Fórum de Niterói há 46 anos e tendo sido vereador, Pedro César Genn considera o empreendimento como necessário para profissionais que transitam por vários e dispersos gabinetes e cartórios da “Grande Niterói” e foi projetado para contribuir para reduzir a escassez de estacionamentos na cidade.

“O projeto, com sua beleza arquitetônica se encaixa no planejamento urbano da cidade com um visual para contribuir para o embelezamento do centro. Ele advogado que duas casas entre a área projetada sejam anexadas para expansão do empreendimento”.

A OAB-Niterói, que é a maior subseção do pais pelo número de advogados, funciona num prédio de 10 andares construído em meados de século passado e transferido para a entidade estadual, após a fusão GB-RJ. Parte do imóvel está alugado e a sub-seção recebe muito pouco da OAB-RJ para a sua manutenção.

Acredita Pedro Genn que a OAB-RJ tem os recursos necessários para o empreendimento para atender a grande legião de niteroienses pagantes de anuidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − onze =