Programa da UFF aproxima jovens carentes da universidade

O sonho de entrar para uma faculdade muitas vezes passa longe da realidade da maioria de jovens e adolescentes brasileiros. Mas o programa Rede Educativa, da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal Fluminense (UFF), vem oferecendo a oportunidade para que essa distância seja cada vez menor, através de projetos de esportes para crianças e adolescentes e o pré-vestibular social, voltado para quem vai prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O Rede Educativa, ou simplesmente Rede, como é carinhosamente chamado por alunos e professores, é um programa “guarda-chuva” (que abrange diversos projetos) foi criado há quatro anos em Nova Friburgo, na Região Serrana, pelo administrador Marcos Marins, formado pela UFF, quando ainda era aluno da instituição. Há dois anos passou a funcionar também em Niterói atendendo jovens de comunidades carentes da cidade e também de São Gonçalo.

O principal projeto do Rede é o pré-vestibular social, totalmente gratuito, que prepara alunos para o Enem. Também são oferecidas aulas de esportes como artes marciais para crianças e adolescentes entre 4 e 16 anos. Todas as aulas são ministradas por alunos e professores voluntários da UFF, que oferece a estrutura para o programa. Segundo Wendler Ferreira, aluno de Administração e um dos colaboradores do Rede, o objetivo é aproximar a universidade da sociedade através de novas metodologias de ensino.

“O programa tem o papel importante no sentido de trazer novas metodologias de ensino para os alunos que estudam para o Enem, trabalhando não só a parte de transmissão de conhecimento da forma tradicional, mas trabalhando também a motivação através do esporte”, afirma.

Segundo Wendler, é preciso entender a realidade social dos jovens que procuram o programa, pois eles moram em comunidades que muitas vezes não tem acesso à educação, mas sonham em ingressar. Para Wendler, este é o verdadeiro significado do termo extensão de uma universidade: levar a comunidade para dentro da instituição, e vice-versa.

“A principal essência da extensão é essa: levar a universidade para a comunidade e levar a sociedade para dentro da faculdade e expandir os nossos muros”, ressalta.

Atualmente, o Rede Educativa conta com 200 alunos em Nova Friburgo e 150 em Niterói. Por ano, o projeto recebe cerca de três mil inscrições e segundo Wendler, o objetivo é ampliar o número de vagas para pelo menos mil. Mais de duas mil pessoas já foram atendidas pelo Rede e mais de 50 já conseguiram ingressar nas universidades, muitos na própria UFF ou em outras públicas.

O Rede Educativa funciona em Niterói aos sábados, de 8h30min às 17h30min no prédio da Faculdade de Administração, no campus do Valonguinho, no Centro. Em Friburgo o programa acontece também durante a semana no Instituto de Saúde da UFF. Para participar os alunos devem preencher um cadastro e depois passar por uma entrevista. As inscrições para o pré-vestibular social acontecem sempre entre dezembro e janeiro. Mais informações podem ser obtidas através da página do Rede Educativa no Facebook (facebook.com/redeeducativauff).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × dois =