Profissionais de saúde temem participar de testes da vacina contra a Covid-19

Alan Bittencourt

O anúncio do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, na última terça-feira (14), de que os testes voluntários com a vacina contra a Covid-19 seriam feitos apenas nos profissionais de saúde do município não foi bem recebido no meio. Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem têm se mostrado bastante preocupados com a vacina produzida numa parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan, de São Paulo.

Os trabalhadores que estão na linha de frente do combate à pandemia da Covid-19 não se sentem seguros para participar do experimento. É o caso da técnica de enfermagem Michele França, que questiona o motivo das categorias da saúde terem sido escolhidas neste primeiro momento.

“Esses testes não deveriam ser feitos. Por que em nós? Não somos ratos de laboratório. E se a vacina não funcionar? Nós temos família e não queremos infectá-los. Essa vacina deveria ser testada em ratos, não em humanos”, disse Michele, que trabalha na rede de saúde do município.

Para a técnica de enfermagem, a decisão é mais um caso de descaso com a classe.

“Não temos valor. Nos arriscamos todos os dias para salvar vidas durante a pandemia. Ficamos doentes. O que ganhamos de insalubridade não cobre morte. Não sabemos quais são os possíveis efeitos colaterais dessa vacina. Não serei voluntária”, afirmou.

O medo é um sentimento comum entre os trabalhadores da saúde. Eles temem que os testes cause o efeito contrário ao que se espera.

“Somos o grupo de maior risco. Essa vacina pode provocar o caos no sistema de saúde. Não sabemos como o corpo vai reagir ao ser introduzido um vírus inativo para criar anticorpos”, declarou a técnica de enfermagem X., que não quis se identificar.

Ela afirmou que nos hospitais está todo mundo assustado e com medo de contrair a doença.

“Com quem eu tenho conversado o sentimento é o de medo de ser infectado e transmitir a doença para os familiares. Por que a gente? Por que não as pessoas na faixa de 70 a 80 anos? Não acredito na eficácia de uma vacina criada em apenas quatro meses. Não serei cobaia”, disse.

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), Walter Palis Ventura, elogiou a escolha de Niterói por ter apresentados bons resultados no combate à pandemia. Porém, não declarou se era a favor ou não à participação de médicos nos testes.

“A escolha por Niterói é da Fiocruz, uma instituição centenária, muito respeitada. Ninguém pode ser obrigado a participar. É uma decisão do próprio profissional”, afirmou.

A presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro (Coren-RJ), Ana Lucia Telles Fonseca, se mostrou favorável à medida.

“O Coren-RJ aplaude a medida, na proteção da categoria e de seus assistidos. O ideal seria que toda a população tivesse o mesmo cuidado, mas, enquanto os profissionais da saúde se encontram na linha de frente do combate ao coronavírus, na assistência aos infectados, a prioridade irá proteger tanto os profissionais quanto seus pacientes do contágio”, disse, em nota.

Procurada para informar o motivo pelo qual só os profissionais da saúde, a Prefeitura de Niterói respondeu em nota.

“A Secretaria Municipal de Saúde está elaborando, em conjunto com a Fiocruz e o Instituto Butantan, o acordo de cooperação para testes da vacina contra a Covid-19 em profissionais de saúde voluntários. Os detalhes serão anunciados em breve”.

One thought on “Profissionais de saúde temem participar de testes da vacina contra a Covid-19

  • 17 de julho de 2020 em 13:32
    Permalink

    Eu também teria medo, em meio ao caos que estamos vivendo. Pós quarentena só consigo pensar em fazer a minha parte, ir nas urnas e votar em alguém que de fato represente a população carioca, estamos vivendo tempos difíceis e por isso precisamos mudar. Uma cara nova na política que aja de maneira certa e justa. Glória Heloíza, nela podemos confiar! https://www.youtube.com/watch?v=O7b2jR4WVTw&feature=youtu.be

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =