Professores municipais de Niterói ameaçam entrar em greve amanhã

Anderson Carvalho

Os profissionais da rede pública municipal de ensino de Niterói devem parar por 24 horas amanhã. Os motivos são o adiamento da anexação da gratificação, que seria paga no mês passado, para 2020 e o aumento da contribuição previ-denciária de 11% para 14%, que estão no pacote de ajuste fiscal do Governo Rodrigo Neves. A paralisação foi decidida em assembleia realizada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Ensino (Sepe) de Niterói, no último dia 2, quando foi aprovado ainda um calendário de mobilização com meia paralisação, assembleias de polo e reuniões com a comunidade escolar.

Esta quinta-feira, às 8 horas, na Escola de Enfermagem da UFF, na Rua Dr. Celestino, no Centro, haverá outra assembleia, que poderá decidir o início de uma greve por tempo indeterminado. “O governo alega uma crise que não foi provocada por nós nem pagaremos a conta dela. Há outras saídas. A gratificação é uma equiparação salarial entre os técnicos administrativos e os professores. Uma conquista da greve de 2013. Também reivindicamos outros pontos nunca atendidos, como a jornada de trabalho de 30 horas, contra as 40 atuais e que as cozinheiras sejam reconhecidas como tal e não como merendeiras”, reclamou Daniele Bórnia, uma das coordenadoras do Sepe-Niterói.

Procurada, a Secretaria de Educação informou que sabe da assembleia na quinta-feira haverá, mas que não existe greve. As escolas municipais estão funcionando normalmente.

One thought on “Professores municipais de Niterói ameaçam entrar em greve amanhã

  • 8 de fevereiro de 2017 em 20:41
    Permalink

    Gostaria de saber se já saiu a lista da chamada da secretaria da saúde dos contratados.Como vejo esta listagem?Obrigada!!!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 3 =