Produtores rurais são contratados para distribuir alimentos para escolas

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura realizou na manhã da última terça-feira, na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca, em Venda das Pedras, a formalização da distribuição dos gêneros alimentícios da Agricultura Familiar para a alimentação escolar, por meio de contrato. Ao todo, 32 contratos foram expedidos pela Semec e 13 foram assinados. Os agricultores que não compareceram, poderão ir até a secretaria municipal de Agricultura durante esta semana, para assinar o contrato e pegar sua via do contrato.

Segundo o secretário municipal de Educação e Cultura, Marcos Dias, a prioridade desta gestão é comprar dos produtores rurais do município, que fazem parte da Agricultura Familiar, os alimentos para a alimentação escolar. A Educação só comprará de outros produtores, se não tiver o alimento necessário para a alimentação escolar ou se bater a meta de R$ 20 mil anuais por produtor.

“Este evento é um marco no crescimento da Agricultura Familiar no município. Um diferencial de tudo que já aconteceu antes, pois vamos seguir o que foi acordado. Pode espalhar para outros produtores, que estão desacreditados: plante que nós vamos comprar. Para quem deseja se cadastrar na Agricultura Familiar, a chamada pública vai até outubro, basta seguir as normas exigidas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e procurar a Secretaria municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca”, falou Marcos Dias.

O agricultor Geremias Coutinho ressaltou a importância da assinatura dos contratos e a confiança e credibilidade depositadas neste governo. “O prefeito Dr. Sadinoel sempre deixou claro que iria incentivar a Agricultura Familiar e nós estamos acreditando nisso. Esta parceria entre a secretaria de Educação, a secretaria de Agricultura e os produtores rurais é um canal de transparência, que traz o agricultor para perto da Prefeitura. E o mais importante, quem ganha é o aluno, que pode comer um alimento fresco e sem resíduos agrotóxicos”, frisou Geremias, que há quatro anos fornece alimentos para as escolas municipais.

Ao final do encontro, foi oferecido um café da manhã, com alimentos produzidos pelos agricultores do município, como bolo de banana, bolo de aipim, batata doce, aipim cozido, sucos de laranja e limão, e outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 8 =