Prioridade na vacinação para bancários e funcionários dos Correios

Bancários e trabalhadores dos Correios serão incluídos como prioritários na vacinação contra a Covid-19. O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde em uma publicação na rede social, que em seguida foi apagada. Na sequência, a pasta convocou jornalistas para uma entrevista do Queiroga com os presidentes da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Correios.

A estimativa é que as duas categorias reúnam quase 600 mil pessoas. “Duas categorias muito importantes, a categoria dos bancários e dos servidores de Correios e Telégrafos estão na linha de frente. São muito importantes”, disse Queiroga.

Em uma reunião com o ministro Luiz Eduardo Ramos da Casa Civil e os presidentes das entidades, Queiroga afirmou que há cerca de três semanas recebeu a demanda dos servidores, bancários e também os trabalhadores dos Correios e Telégrafos para que eles fossem incluídos no grupo do Programa Nacional de Imunização (PNI).

Segundo o ministro, ambas as categorias elaboraram relatórios sobre o adoecimento de profissionais, que foi submetido ao Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e ao Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde).

A data de vacinação e como essa prioridade será colocada em prática depende de como estados e cidades, que têm autonomia, irão organizar a convocação do grupo a partir das previsões de doses que serão divulgadas pelo governo federal.

“Só nos últimos cinco dias nós distribuímos 13,5 milhões de doses. Essa narrativa que a campanha está atrasada, isso aí já se dissolveu, né. Veja, narrativa da Copa América, que iria criar um aumento da pandemia. O que aconteceu? A pandemia caiu”, afirmou o ministro da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 12 =