Primeira remessa com doses da vacina CoronaVac chega ao Brasil

As primeiras doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, chegaram ao Brasil, na manhã dessa quinta-feira, e já estão em São Paulo. O avião que trouxe as vacinas pousou no Aeroporto de Guarulhos, com 120 mil doses do medicamento.O carregamento veio da China armazenado a uma temperatura de 8 graus negativos.

Após a chegada, as vacinas vão passar por uma inspeção da Vigilância Sanitária e depois irão para o Instituto Butantan. Mesmo com a primeira leva já disponível, ela ainda não poderá ser usada já que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não concedeu permissão para que ela fosse aplicada em massa, portanto ocorrerão mais testes.

De acordo com o governador João Dória, a expectativa é de que 6 milhões de doses cheguem ao Brasil até o próximo mês. O estado também vai receber insumos para produzir mais 40 milhões de doses da CoronaVac. Na última segunda-feira (16) ele havia anunciado as obras da fábrica da CoronaVac, no Instituto Butantã, que começado na semana passada. O projeto está em fase de captação de recursos e a construção terá duração de dez meses.

A fábrica terá cerca de 10 mil m² e capacidade de produzir 100 milhões de doses da vacina contra Covid-19/ano, sendo a primeira fábrica da América Latina, com recursos provenientes de empresas do setor privado. Presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas afirmou que inicialmente a fábrica terá como foco a Covid-19, mas posteriormente também produzirá outros imunizantes. “A fábrica produzirá a vacina desde o momento zero até o final, de entregar ao consumidor”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 5 =