Primeira-dama surge de Mulher-Maravilha ao lado de Bolsonaro como Super-Homem

Michelle Bolsonaro compartilhou montagem em suas redes sociais, em meio à polêmica envolvendo jogador de vôlei e herói dos HQs

A primeira-dama Michelle Bolsonaro compartilhou, na madrugada deste domingo (31), nos ‘stories’ de seu perfil no Instagram, uma montagem em o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) surge como Super-Homem e ela, como Mulher-Maravilha. O ‘story’ foi compartilhado em meio a uma grande polêmica em torno da orientação sexual de Jonathan Kent, personagem dos quadrinhos e filho do Super-Homem original (Clark Kent).

A polêmica foi originada após comentários homofóbicos feitos pelo jogador de vôlei Mauricio de Souza, que acabou tendo seu contrato rescindido com o Minas Tênis Clube, no decorrer da semana. Além do atleta, a polêmica também tem envolvido o clã Bolsonaro, simpatizantes e apoiadores do presidente, personalidades do meio artístico e outros atletas.

Primeira-dama compartilhou montagem em suas redes sociais

Entenda o caso

Em 11 de outubro, a editora DC Comics, por meio de nota, declarou que o personagem Jonathan Kent é bissexual. A HQ estará disponível para venda, nos EUA, a partir do dia 16 de novembro. De imediato, o assunto virou tema de intensos debates entre os internautas.

De acordo com a DC Comics, Jonathan Kent assumiu o posto de herói. O filho de Clark Kent e Lois Lane se envolverá romanticamente com um amigo, na HQ: “Superman: filho de Kal-EI (Superman: Son of Kal-El). O relacionamento entre Jonathan e Jay Nakamura, um ativista hacker, é apenas uma das características que diferencia o herói atual de seu pai. A série de quadrinhos, lançada em julho nos EUA, relata a vida do jovem de 17 anos e, desde que foi publicada, mostrou Jon combatendo incêndios florestais causados pela mudança climática, frustrando um tiroteio em um colégio e protestando contra a deportação de refugiados em Metrópolis.

Na série, Jonathan e Jay Nakamura se conheceram enquanto o novo Superman tentava estabelecer uma identidade secreta e frequentar o ensino médio. O primeiro beijo entre super-homem e Jay está previsto para acontecer na quinta edição da série.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que a decisão da DC “instiga o ódio”. O comentário do deputado foi alvo, tanto de críticas de opositores, quanto de elogios de simpatizantes do clã Bolsonaro. Dias depois, Mauricio Souza, atleta da seleção brasileira de vôlei, foi afastado e demitido de seu clube, Minas Tênis Clube, após postar comentários considerados homofóbicos sobre o caso. Outro atleta do vôlei, Douglas Silva, acusou Mauricio publicamente de homofobia.

Neste fim de semana, o jogador de vôlei Maurício Souza postou um vídeo para agradecer o apoio que tem recebido de seguidores e aproveitou para comemorar o crescimento de sua popularidade nas rede sociais. Em tom de deboche, o atleta se gabou de ter quadruplicado seu Instagram em menos de uma semana.

“Fala, pessoal! Boa noite. Estou passando aqui para agradecer a todo apoio e todo carinho que você estão me dando. Está sendo muito importante nesse momento que estou passando”, afirma o atleta, que ainda provocou seu ex-companheiro de seleção, Douglas Souza. “Eu tinha 200 mil seguidores, e hoje eu tenho 700 mil [estima-se que esse número já ultrapassa 2,3 milhões de seguidores]. E graças a Deus eu não precisei ficar sambando em cima de cama e nem desfilando na quadra para ganhar o respeito e admiração de vocês”, completou Mauricio .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 12 =