PRF realiza apreensão de fuzis que seguiam para a Maré

Augusto Aguiar –

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) conseguiram evitar, na manhã de ontem, que uma grande remessa de fuzis importados chegasse às mãos dos traficantes do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, graças a uma importante investida seguida de apreensão de 20 armas , na Rodovia Washington Luiz, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O verdadeiro arsenal de guerra seria entregue junto com 40 carregadores e mais 1.400 munições, calibre 5.56. Os fuzis foram considerados equipamentos superiores aos que estão à disposição das forças regulares de segurança. Por volta das 6h30min, agentes realizavam uma blitz na BR-040 quando suspeitaram de um condutor de veículo e decidiram realizar a abordagem. Durante a fiscalização, perceberam que o homem, identificado como Robeilton Lima da Silva, de 41 anos, confessou que havia recebido uma quantia em dinheiro para transportar o veículo de São Paulo ao Rio. A investigação prossegue sob sigilo.

Ele estava bastante nervoso, o que aumentou a desconfiança dos agentes. Ao revistarem o automóvel, os policiais localizaram um fundo falso onde estavam escondidos os fuzis, totalmente desmontados, com objetivo de dificultar o trabalho da polícia e burlar as fiscalizações. Foram encontrados 20 fuzis de fabricação estrangeira, 40 carregadores e aproximadamente 1,4 mil munições de calibre 5,56 mm. Além disso, também havia um kit para adaptar uma pistola para realizar disparos automáticos. O suspeito, de 41 anos, confessou que entregaria o armamento numa favela do Complexo da Maré, em Bonsucesso, na Zona Norte, e que estava vindo de São Paulo, mas não quis dar mais detalhes sobre a encomenda. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme).

Em junho desse ano o Gabinete de Intervenção Federal no Rio entregou 60 fuzis que haviam sido apreendidos para a Polícia Civil do estado. Foram entregue 45 fuzis, modelo AK-47 e 15, do modelo AR-10. As armas haviam sido apreendidas no ano passado por agentes da Polícia Civil, no Aeroporto Internacional Tom Jobim. A doação havia sido aprovada pelo Exército Brasileiro e integrou as medidas emergenciais de intervenção federal no Rio. Todos os fuzis passaram por testes antes de serem entregues. De acordo com levantamento, os números desse ano já apontam que as apreensões de fuzis e munições esse ano, respectivamente mais de 240 armas do tipo e 75 mil munições, superaram (pelo menos em duas vezes) o montante apreendido no mesmo período do ano passado. Um dos objetivos da polícia, com a apreensão de ontem vai ser o de pedir à Justiça a doação do armamento para que eles possam ser utilizados pela PRF e pela Polícia Civil no enfrentamento ao crime organizado, segundo o delegado titular da Desarme, Fabricio Oliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + doze =