Preso terceiro suspeito de matar policial civil em São Gonçalo

Vítor d’Avila

Foi preso, na manhã de sexta-feira (5), o último suspeito de matar o policial civil Rodrigo Costa Roboredo, de 37 anos, no último dia 13 de janeiro. O criminoso, que ainda não teve a identidade revelada, é o terceiro envolvido no crime. Outros dois morreram após serem baleados em troca de tiros com o agente.

Uma megaoperação policial foi realizada, para localizar e prender o suspeito de latrocínio contra o policial. Mandados de prisão e apreensão foram cumpridos em comunidades do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. Até o momento, a operação registrou, além do preso, outras duas pessoas que foram detidas para averiguação. Um suspeito que confrontou os policiais a tiros, acabou baleado e socorrido ao Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, mas não resistiu. Ele tinha anotações criminais por tráfico de drogas, associação para o tráfico e tentativa de homicídio.

A ação foi coordenada pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG), em conjunto com a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Três veículos blindados e um helicóptero do Serviço Aeropolicial (Saer) prestaram apoio. Os trabalhos foram iniciados nas primeiras horas da manhã, e se estenderam até pouco antes das 9h.

Rodrigo Roboredo foi morto durante assalto, na tarde de 13 de janeiro, no bairro do Camarão em São Gonçalo. O agente teve seu automóvel levado pelos bandidos, que, antes da abordagem estavam em outro carro, modelo Toyota Etios. O carro do policial, modelo Hyundai Creta, foi localizado, momentos depois, nas adjacências do Porto da Pedra.

Na ocasião, foi montado um cerco, com apoio da Polícia Militar, para recuperar o automóvel e prender os suspeitos. Havia dois ocupantes, sendo um deles o que teria sido baleado anteriormente, em confronto com o policial civil. Um outro suspeito também foi baleado na ação. Os dois não resistiram aos ferimentos. O terceiro foi capturado ontem, após pouco menos de um mês de investigações coordenadas pela DHNSG.

Outro caso

Na Rodovia BR-101, altura do Morro dos Tabajaras, em Itaúna, que também faz parte do Complexo do Salgueiro, outros três criminosos morreram em confronto com Policiais Militares e Rodoviários Federais. Eles chegaram a serem socorridos ao Heat, mas não resistiram aos ferimentos.

Segundo a PM, eles tentavam fugir da operação realizada no complexo, quando se depararam com uma viatura e iniciaram troca de tiros. Os policiais revidaram e acabaram baleando os criminosos. Com o bando, foram encontradas armas e drogas. O caso foi registrado pela 73ª DP (Neves).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 7 =