Preso pela PF com arquivos de violência sexual infantil

Agentes federais prenderam, na manhã dessa quinta-feira (09), em cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara Criminal Federal do Rio, um homem de 65 anos, em Bangu, Zona Oeste do Rio.

Os policiais constataram que o preso era usuário da deep web, também conhecida como “internet invisível”, onde criminosos se valem do anonimato para exibir, acessar e compartilhar imagens de abuso e exploração sexual infantil de forma a evitar a ação policial. Com o preso, a PF encontrou inúmeros arquivos com cenas de violência sexual contra crianças, motivo pelo qual foi preso em flagrante, com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). 

As investigações foram realizadas pelo Grupo de Repressão aos Crimes Cibernéticos (GRCC) tiveram início esse ano, com a utilização de técnicas especiais de inteligência e cruzamento de dados. A PF apurou que além de armazenar, o acusado disponibilizava e transmitia arquivos com cenas de abuso e de exploração sexual de crianças e adolescentes, pela internet, em rede internacional.

Todo o material apreendido foi encaminhado para a realização de exames periciais, de forma a se constatar se o acusado também praticava outros crimes, como a produção dos referidos arquivos, que prevê penas de mais de 20 anos de prisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.