Preso mais um envolvido na morte de gerente de empresa petrolífera

Policiais da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) prenderam, nesta segunda-feira (27), um miliciano, conhecido como Thor, pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver de Wagner Franco, gerente da Shell do Brasil. O corpo da vítima foi encontrado em fevereiro de 2019, em Rio das Ostras, na Região dos Lagos. O criminoso foi capturado na comunidade do Sapê, na Taquara, Zona Oeste.

Segundo a investigação, a mulher de Wagner, a dentista Karina Lepre, teria sido a mentora do crime. Ela foi presa em junho desse ano. Segundo os agentes, a vítima desapareceu após sair do consultório dentário de sua esposa, no comunidade do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, também na Zona Oeste. As investigações apontaram que Karina seria a beneficiária de um seguro e da indenização da morte do marido, estimado em cerca de R$ 200 mil. O miliciano teria recebido R$ 10 mil para executar o crime.

inda de acordo com os agentes, contra o criminoso foi cumprindo um mandado de prisão temporária, expedido pela 4ª Vara Criminal  da Capital. Ele é acusado de integrar a milícia da comunidade do Terreirão. Também, segundo investigações, Karina e Thor seriam amantes e que ela queria se separar do marido. Ainda segundo as investigações, Karina e Thor se conheceram quando ele foi cobrar a chamada “taxa de segurança”, exigida dos comerciantes por milicianos, no consultório dela. Contra a dupla foram expedidos mandados de prisão por homicídio e ocultação de cadáver, pela 4ª Vara Criminal da Capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 19 =