Presidente do Vasco viaja em busca de investidores para o Vasco

A lei da SAF (Sociedade Anônima Futebol) se tornou a salvação para clubes endividados, depois que foi sancionada em agosto de 2021. Depois de ver os exemplos de Cruzeiro e Botafogo, o presidente do Vasco, Jorge Salgado, decidiu viajar para fora do Brasil por 15 dias para encontrar investidores interessados no projeto vascaíno. Com a situação financeira delicada por causa de erros no passado, a gestão atual acredita que a venda de mais de 50% das ações do futebol do clube podem solucionar o problema.

Recentemente, o projeto da SAF vascaína teve um avanço importante depois de meses de debates internos. Os dirigentes cruzmaltinos chegaram a um consenso sobre o estatuto que será apresentado ao Conselho Deliberativo nas próximas semanas. A venda só ocorrerá se for aprovado em votação no conselho do clube a constituição de clube-empresa. Logo depois, será avaliada a melhor proposta e novamente uma outra votação, dessa vez em Assembleia Geral com a participação dos sócios estatutários, vai sacramentar a venda.

O Vasco espera receber um investimento que recoloque o tetracampeão brasileiro, campeão da Copa do Brasil e campeão da Libertadores, de volta à elite do futebol brasileiro. Ano passado, o clube fracassou no retorno a série A, e vai disputar pela quinta vez a série B, agora de forma consecutiva depois que não conseguiu o acesso.

Em fase inicial na Colina Histórica, a SAF já é realidade para Cruzeiro e Botafogo. Enquanto o time mineiro, que também disputa a segunda divisão, teve um investimento de R$ 400 milhões de reais do ex-jogador Ronaldo, o rival carioca teve 90% das ações compradas por John Textor por R$ 410 milhões de reais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.