Polícia Civil prende acusada de fazer parte de uma quadrilha de agiotas

Policiais civis, da 72ª DP (Mutuá), coordenados pelo titular da distrital, delegado Marcello Braga Maia, prenderam, na tarde de terça-feira (17) Thamires Oliveira de Carvalho, em cumprimento de Mandado de Prisão Preventiva, expedido pela 1° Vara Criminal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A prisão foi desdobramento de um inquérito instaurado em 2015, que apurava a atuação de uma quadrilha apontada por crimes de extorsão, organização criminosa, e crimes contra a economia popular.

Thamires, junto com outros dez integrantes do bando, praticava o ilícito de agiotagem, em vários municípios do estado. Atuava mediante extorsões das vitimas, seus parentes e até mesmo de referências informadas, alegando que eram co-devedores pois tinham se beneficiado do empréstimo realizado. Após intenso combate pela Policia Civil na Baixada Fluminense, a organização transferiu seus escritórios para Niterói e São Gonçalo.
Os exorbitantes valores cobrados pelo grupo com os crimes eram depositados nas contas dos integrantes da quadrilha, conforme foi apurado pelos agentes. De toda a quadrilha investigada, apenas Thamires e outro integrante encontravam-se foragidos. Thamires possuía expedido contra ela 18 Mandados de Prisão, em diferentes processos. A criminosa foi encaminhada ao sistema prisional, onde ficará a disposição da Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − um =