Prefeitura retoma obras de macrodrenagem do canal de Santo Antônio

Após anúncio da segunda fase de obras da macrodrenagem do canal na Bacia 2, no bairro Santo Antônio, as intervenções voltaram a acontecer. O anúncio tinha sido feito em março desse ano mas as obras foram paradas por conta da pandemia do coronavírus. Mas a Prefeitura de Niterói publicou no Diário Oficial de ontem o início e o término com previsão para setembro desse ano. O bairro da Região Oceânica sofre a anos com alagamentos e inundações por estar abaixo do nível do mar e da Lagoa de Piratininga, e moradores da região comemoram o avanço.

As obras serão realizadas pela Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (Emusa), e será feito o desemboque das águas do Canal de Camboatá, parte do projeto Bairro Melhor que mudará a infraestrutura urbana, drenagem e pavimentação. O morador da Rua José Dantas, Elísio Gonçalves, de 71 anos, está muito contente com o avanço.

“Faço parte da associação de moradores e estou muito feliz. O projeto está andando bem e é uma obra muito esperada. Todo mundo do bairro está contente e vai resolve rum problema muito antigo de alagamentos severos. Espero nunca mais ver esse bairro alagado e os engenheiros da obra falam que por pelo menos 10 anos não terá mais alagamento no bairro”, contou o morador da região há 33 anos.

Por estar abaixo do nível do mar e da Lagoa em dia de chuva o bairro recebe água do maciço do Jacaré. O Administrador Regional da Região Oceânica, Rubens Branquinho, explicou que essa primeira parte da obra será no canal, que passa pela entrada do bairro de Camboinhas, onde o canteiro de obras foi montado.

“Estão sendo feitas pavimentação, drenagem, construção de calçada e meio-fio além de uma urbanização geral. Vai melhorar muito a qualidade de vida das pessoas que moram nesse bairro que tanto sofre com as inundações em dias de chuva”, frisou.

Em março desse ano a Prefeitura tinha informado que o investimento total da obra é de R$ 52,8 milhões. Nas redes sociais da prefeitura informou que equipes estiveram nas obras esperadas há décadas pelos moradores. É preciso manter o foco na pandemia, mas também retomar as atividades dentro do conceito do novo normal. Essa é uma obra que vai trazer qualidade de vida e novas perspectivas para as famílias. A Região Oceânica ficou muitos anos sem a devida atenção do poder público, mas isso mudou. Hoje ela recebe o maior volume de investimentos de sua história.

Em nota, a Emusa informou que a obra consiste exclusivamente na macrodrenagem do canal Santo Antônio até o canal Camboatá, que beneficiará todas as ruas da região do loteamento Santo Antônio. O valor do investimento é de R$ 5 milhões.

“A Emusa explica também que a ordem de início já havia sido publicada, em março, no Diário Oficial, porém, devido à pandemia do coronavírus na cidade, foi preciso prorrogar, realizando a atualização com a publicação da ordem de início com uma nova data, que foi esta quinta-feira (ontem)”, diz o texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 5 =