Prefeitura renova contrato com Abrigo Cristo Redentor

Aline Balbino

A Prefeitura de São Gonçalo renovará ainda esta semana o contrato para repassar verba a fim de manter o atendimento no Abrigo Cristo Redentor. Com falta de repasse tanto do Governo do Estado quanto da prefeitura, a unidade está sendo mantida com a ajuda de voluntários e da população que doa alimentos e remédios. Segundo Josias Ávila, presidente do abrigo, a antiga gestão da prefeitura deixou uma dívida de R$ 62 mil em aberto de parte dos meses de novembro e dezembro. A falta dessa quantia culminou no atraso de pagamentos do salário e do 13º. A renovação durará um ano.

A Prefeitura de São Gonçalo irá, segundo Josias, regularizar os repasses atrasados. O presidente desmentiu ainda a informação de que o abrigo iria fechar nos próximos dias. Ele garantiu que mesmo com o momento difícil, conseguirá manter a unidade aberta a partir das doações recebidas. O município custeia a permanência de 54 idosos no Cristo Redentor. Já o Estado mantém 56 e 36 são particulares.

O Estado não paga há 13 meses um valor de R$ 810 mil e sequer se pronuncia com relação a uma data prevista para acertas os vencimentos.

“O Estado sequer nos procura, mas estamos levando sem eles. Esses idosos precisam de ajuda. Contamos com as doações para nos manter. O Estado tem 56 idosos vivendo aqui e não vamos abandonar essas pessoas”, disse Josias.

Procurada, a secretaria de Assistência Social do Estado respondeu que o convênio com o Abrigo Cristo Redentor terminou em abril de 2016 e a direção não manifestou interesse na renovação. Ainda segundo a nota, estão em aberto cinco parcelas, com um valor de R$ 315.430,00. A secretaria não informou quando efetuará o pagamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 15 =