Prefeitura e Fundação Leão XIII entregam habilitações para casamento

A Prefeitura de Itaboraí, em parceria com a Fundação Leão XIII entregou na manhã da última sexta-feira, as habilitações para o casamento no civil de aproximadamente 55 casais moradores da cidade. As habilitações são o resultado dos pedidos de isenções da certidão de casamento, ocorridos no último dia 8 de outubro, na ação social “Saúde na Rua”, que aconteceu no bairro de Quissamã.

Ao todo foram 114 pedidos de isenção e, desses, aproximadamente 90 casais estiveram aptos para conseguir a gratuidade devido à contestação do comprovante de renda do casal. Os outros casais deverão receber sua habilitação nos próximos dias.

Na ocasião, os beneficiários receberam as informações sobre todo o processo para o prosseguimento do casamento no civil, que agora deverá ser por conta do cartório, no prazo de até 30 dias, podendo ser prorrogado por mais, caso seja necessário.

Quem ficou feliz com a novidade foi Angélica Motta, de 38 anos, e Rafael Alves, de 30, moradores de Venda das Pedras. Morando juntos há seis anos e pais de dois filhos, o casal viu na ação social a oportunidade de regularizar o matrimônio.

“Eu fiquei impressionada com a rapidez do processo. Em 11 dias após a ação social eles já me ligaram para informar que nós tínhamos conseguido a gratuidade. E viemos aqui hoje para buscar o papel e dar entrada no cartório. Sempre tivemos o sonho de casar no civil, mas nossas condições financeiras não ajudavam, devido termos outras prioridades”, destacou Angélica.

Quem também não ficou de fora do “Saúde na Rua” e conseguiu a isenção para a certidão de casamento foi o casal Emerson Custódio e Lorrani Moraes, ambos com 20 anos e moradores do Retiro São Joaquim.

“Namoramos há três anos e moramos juntos há apenas cinco meses. Estamos criando nosso futuro juntos e vimos nesta ação social à oportunidade de casarmos no ‘papel’. Como só eu que estou trabalhando ficou muito difícil de conseguir arcar com as despesas do casamento no cartório, que gira em torno de mil reais”, disse Emerson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *