Prefeitura demite enfermeira indiciada por falsa vacinação

A técnica de enfermagem Rosemary Gomes Pita, indiciada por peculado por conta do episódio da valsa vacinação em um idoso, foi desligada do quadro de funcionários da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A informação foi confirmada, na manhã de hoje (18), pela Prefeitura de Niterói.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde da cidade informou que a técnica de enfermagem foi desligada do quadro de funcionários do órgão. A SMS também disse que está à disposição para prestar todos os esclarecimentos e informações que a Polícia Civil solicitar sobre o caso.

“Assim que tomou conhecimento do fato, a SMS identificou a técnica de enfermagem, que foi imediatamente afastada de suas funções. O caso foi denunciado ao Conselho Regional de Enfermagem. A Secretaria reforçou a orientação dos protocolos de aplicação da vacina com os funcionários e supervisores dos pontos de vacinação. A família do idoso foi imediatamente contactada e acolhida. Uma visita foi agendada para o mesmo dia, quando o médico e a enfermeira responsável realizaram a aplicação da vacina na casa do idoso”, diz o comunicado da Prefeitura.

O Município também afirmou que todos os profissionais que participam da ação de imunização no drive thru na UFF e nas seis policlínicas da cidade passam por um treinamento e supervisão constantemente, onde são dadas informações técnicas quanto à vacina e sua aplicação.

Já o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-RJ), informou que a profissional terá sua conduta analisada no âmbito do Coren-RJ, com base na lei do exercício profissional e do Código de Ética da Enfermagem, para averiguar se houve ocorrência de negligência, imperícia ou imprudência, e irregular conduta ética. A técnica de enfermagem será convocada, juntamente com a sua coordenação (a enfermeira responsável técnica), a serem ouvidas pela Comissão de Ética do Coren-RJ. O conselho ressalta que à profissional é assegurado o sigilo do processo e seu direito de ampla defesa e do contraditório. A penalidade pode variar de suspensão à cassação do registro profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + nove =