Prefeitura de SG fiscaliza postos após explosão de veículo

Com o objetivo de orientar sobre a legislação vigente e prevenir acidentes, a Subsecretaria Municipal de Fiscalização de Posturas de São Gonçalo realizou, ontem, uma ação fiscalizatória em cinco postos de combustíveis nos bairros Colubandê, Estrela do Norte e São Miguel. A operação faz parte do trabalho contínuo e efetivo da equipe em trazer a importância da prevenção, além de conscientizar a população. Ambos os postos estavam regularizados com a lei. A ação aconteceu dias depois da explosão de um veículo enquanto abastecia em posto do Colubandê.

Desde o início do ano, principalmente nos meses de fevereiro e março, a Subsecretaria de Fiscalização de Posturas visitou todos os postos de combustível que fiscalizaram e orientaram sobre a legislação municipal. Dentre os quesitos que devem ser cumpridos estão o alvará de licenciamento; a publicidade; a questão da cobrança e instalação do calibrador, pois o mesmo não pode ser cobrado; e a verificação da sinalização do posto, inclusive da orientação do motorista ficar fora do veículo no abastecimento com o GNV.

O foco da ação foi o artigo 3º presente na Lei Nº844/2018, na qual afirma que é proibido o abastecimento de gás natural veicular (GNV) sem que haja no para-brisa do veículo o selo de validade do cilindro fornecido no reteste ou na inspeção inicial. Entretanto, foram verificados os outros quesitos em relação à sinalização do posto que orienta os motoristas dos carros a se retirarem do veículo no momento de abastecimento com gás natural.

O subsecretário de Fiscalização de Posturas, Everson Fernandes, explica a importância desse trabalho nos postos e quais os aspectos fundamentais para a prevenção de acidentes graves ou fatais. “Após o acidente ocorrido no final de semana, estamos aumentando as fiscalizações nos postos. Valendo ressaltar que o posto em questão foi orientado quanto as normais previstas na legislação, inclusive da utilização da colocação de GNV em carros, o que inclusive preveniu um acidente fatal do motorista por ele ter se retirado do veículo durante o abastecimento. Nosso objetivo foi mostrar a importância dos frentistas em verificarem se o carro tem o selo no para-brisa, pois é melhor perder um minuto do seu tempo do que perder a vida”, informa.

Alexandre César, de 38 anos, estava no local abastecendo seu carro e falou da sua experiência como motorista e como é importante enfatizar essa lei sobre o GNV. “Eu acho que é muito necessária essa fiscalização e o cumprimento da lei, porque evita acidentes mais graves, como aconteceu nesses dias. Abastecer um carro e ficar dentro dele é muito perigoso, mesmo quando não existia essa lei, eu já não deixava ninguém que estava comigo, meus filhos ou minha esposa, dentro do carro. É válido fiscalizarem constantemente os postos e conscientizar a população, porque depois pode ser tarde demais”, conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 1 =