Prefeitura de São Gonçalo decreta novo isolamento social, mas assessoria desmente lockdown

A Prefeitura de São Gonçalo publicou nessa quinta-feira (19) um decreto no Diário Oficial, estabelecendo um novo isolamento social com medidas mais rígidas de enfrentamento a Covid-19. Também, de acordo com o mesmo decreto, está proibida a circulação de pessoas nas ruas, sem motivo de força maior e de crianças menores de cinco anos nos estabelecimentos comerciais.

Logo em seguida, a assessoria de comunicação da prefeitura informou que “não se trata de um lockdown. Teve um problema no decreto, que está sendo corrigido. Vamos divulgar uma nota”. Em São Gonçalo a Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou que o Heat, no Colubandê, tem 16 leitos de UTI com 15 ocupados e não há leitos de enfermaria. Na tarde dessa quinta-feira, a assessoria da prefeitura confirmou que o decreto não determinava lockdown, mas confirmou que as medidas restritivas são mais rígidas no combate ao coronavírus:

“Ao contrário do que foi divulgado por alguns componentes da mídia, o Município de São Gonçalo não determinou lockdown, o que se tem são medidas restritivas mais rígidas no combate ao coronavírus. Curiosamente, a mesma redação adotada nos Decretos mais antigos não foram classificadas como lockdown, visto que no caput do Art. 24 do Decreto mais recente (Decreto 342) usou-se a mesma assertiva: “fica determinado o isolamento social, até o dia 27 de novembro de 2020, com o fechamento total de todos os estabelecimentos (…)”.

Em apuração…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 11 =