Prefeitura de Rio Bonito irá devolver inscrição de concurso

Wellington Serrano

A Prefeitura de Rio Bonito, através da Comissão externa de servidores que acompanha o concurso, vai criar um banco de dados para fazer o cadastramento de todos os inscritos no concurso da Prefeitura, que foi realizado no mês de junho e que acabou sendo anulado após a suspeita de irregularidades. O objetivo é identificar todos os candidatos para que a taxa de inscrição seja devolvida. Para ser ressarcido, quem se inscreveu no concurso deve requerer e preencher o Formulário de Requisição de Devolução da Taxa de Inscrição, que está sendo elaborado.

A empresa Consulpam, responsável pela realização do certame, arrecadou R$ 654.005 com as 13.201 inscrições feitas para o concurso. Procurada, informou que até o momento não recebeu nenhuma denúncia ou reclamação com relação à prova. Caso seja procurada pelo Ministério Público, irá contribuir com as investigações. A Prefeitura de Rio Bonito lançou o edital no dia 01 de junho. Ao todo, foram ofertadas 185 vagas para salários de até R$ 1.101.

Segundo a prefeita Solange Almeida, a prefeitura abriu uma conta específica e depositou o dinheiro para devolução. “Agora a nossa comissão externa, que é formada por servidores de carreira, como procuradores e controladores, e que foi criada para acompanhar o certame, vai analisar caso a caso para o depósito da devolução”, disse.

Ela disse que assim a justiça será feita. “Não quero acusar ninguém, mas se houve o que as pessoas estão falando passa pela empresa Consulpam. Não quero acusar ninguém, o que acho é o seguinte: são supostas irregularidades que devem ser investigadas. Por isso, estamos à disposição da justiça sempre e através do Ministério Público fornecendo todas as informações. Em breve, eles vão apurar tudo direito e ver que não temos nada haver com isso”, ressaltou.

Solange Almeida lamenta o que está sendo falado contra a sua filha, que foi uma das candidatas e passou em primeiro lugar no concurso para médica e que era a única inscrita. “É só para me atingir. Estão apontando pessoas que não tem nada haver com isso. Condenaram minha filha como se ela tivesse feito alguma coisa errada. Mas, não foi feito nada ilegal, a participação dela não é contra lei”, reforçou.

A Prefeitura informa que o candidato terá que preencher um Formulário de Requisição de Devolução que em breve estará disponível no site da prefeitura. “O cadastramento é necessário para que a prefeitura tenha acesso aos dados bancários dos candidatos, já que o ressarcimento pode ser feito por meio de transferência bancária”, concluiu Solange.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + dezesseis =