Prefeito recebe comitiva de vendedores ambulantes

O prefeito de Itaboraí, Dr. Sadinoel Souza recebeu nos últimos dias 22 e 23 de junho, em seu gabinete, uma comitiva composta por cinco vendedores ambulantes e os vereadores Agnaldo Coutinho e Joana Lage. Os encontros buscavam a solicitação de impasses em relação aos procedimentos de retirada dos ambulantes na Avenida 22 de Maio, no Centro. Os ambulantes declaram ter consciência da desorganização que existia e se demonstraram a favor de uma mudança ordeira.

Ouvindo tudo atentamente, Dr. Sadinoel prometeu confrontar as informações recebidas pelos ambulantes e vereadores junto à equipe de fiscalização de posturas para que se encontre um bom senso para resolver a situação. A pedido do prefeito ficou acordado, já no primeiro encontro, que um dos integrantes da comitiva trouxesse uma lista contendo o nome de todos os ambulantes, local de venda, telefone e produto vendido, para que se possa dar prosseguimento ao processo.

“Meu gabinete está e sempre ficará disponível para todos vocês. O trabalho de fiscalização e ordenação da via deve ser realizado, mas de forma correta, sem prejudicar as pessoas que precisam deste trabalho para sobreviver e ter uma vida digna”, frisou o prefeito.

Um dos integrantes da comitiva, o ambulante Wanderson Siqueira, de 31 anos e morador da Reta, viu sua vida mudar com a paralisação das obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Com a falta de oportunidade no mercado de trabalho, o jovem buscou uma nova fonte de renda e montou sua barraca de caldo de cana e pastel na esquina do Banco do Brasil.

“Primeiramente quero agradecer ao prefeito por nos receber e nos ouvir. Trabalhamos como ambulantes não por opção, e sim por necessidade. Temos consciência da falta de organização e estamos dispostos a contribuir com a melhoria da visibilidade da cidade, deixando-o mais bonita. Vamos nos unir para planejar uma solução, tanto para a Prefeitura quanto para nós ambulantes, como por exemplo, barracas padronizadas, pagamento de taxas e outros. Só queremos um trabalho digno e estou esperançoso que esta situação irá se resolver”, disse Wanderson, mais conhecido como Andinho da barraca do caldo de cana, que trabalhou no Comperj desde a terraplanagem, em 2008 até o início de 2016, como encarregado de montagem.

Já no segundo encontro, participaram ainda os secretários municipais de Desenvolvimento Econômico e Integração com o Comperj, Roberto Lucero, e o de Planejamento, José Fernando. Em comum acordo ficou decidido que os vendedores ambulantes terão 45 dias de prazo para trabalhar no mesmo local, porém com responsabilidade, respeitando as regras. Enquanto isso, a Prefeitura de Itaboraí providenciará melhorias nos espaços já acordados com os ambulantes, para continuarem trabalhando com dignidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 7 =